Fórum para discussão de todo o universo Geek: Seriados, filmes, quadrinhos, livros, games e muito mais.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Geral » Taverna » Interatividade - Jogos & RPGs » RPG » 

#Mesa 003 - Fire and Blood

Ir à página : Anterior  1 ... 18 ... 33, 34, 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 34 de 35]

826 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Ago 27 2017, 13:38

Luckwearer

Daeron seguiu o nortenho saindo da tenda com um olhar e depois se virou para lareira, observando as chamas. Sua esposa chegou ao seu lado e o chamou, dizendo que não deveriam ir para o Norte. Ele internamente concordava, mas não por achar certo. Depois de Harrenhal, afundou-se no objetivo de acabar com aquela guerra e ganhar o trono, e só isso lhe atraia. Nos dias viajando, ele admitiu para si mesmo que acreditava na carta, pelo menos um pouco, mas sua cabeça agora estava tão focada em sua própria guerra do que a Grande Guerra, como Melisandre chamava, que acabou convencendo-se de ir para o Sul. Tudo isso embasado na duvida, porém não havia mais duvidas, agora era a certeza, a triste e assustadora realidade estava bem ali.

— Eu preciso ir, minha irmã está lá — respondeu Daeron, afastando-se um pouco dela. — Rhaego também.

O Targaryen não estava tão desesperado quanto Talia achava, ele parecia estranhamente calmo.




@Dwight escreveu:
No balanço de seu arakh o fogo sibilou, como em desafio ao assovio do vento, cortando-o e rasgando a pele dura e gelada daqueles que já haviam morrido. As chamas dançavam inquietas na escuridão que só era cessada por sua própria claridade, e o mais leve toque de sua lâmina flamejante fazia o corpo congelado das criaturas serem tomados pelo fogo. Girava o arakh com habilidade e afastava-se dos corpos que grunhiam e se jogavam para cima dele, mas o fogo queimava. Queimava e consumia aquilo que tocava. Uma vivacidade ardente tomava conta de seu eu a cada par de olhos azuis que se apagavam, e ele continuou abrindo caminho, matando tantos quanto poderia.

Você precisa tirar 6 (3 + 3) para matar o primeiro.

http://prntscr.com/gdnyf1 + 7


O arakh mal cortou o peito da criatura e ela caiu no chão, em chamas. Rhaego notou um fato curioso ali, por mais que elas fossem como animais sedentos por sangue e não muito inteligente, viu que alguns, os mais próximos, pareceram temer um pouco o fogo, chegando a recuar alguns passos. Não eram inteiramente imbecis.

Você precisa tirar 9 (6 + 3) para escapar do golpe.

http://prntscr.com/gdo5fs + 3


Desviou do golpe de machado da criatura e a matou num golpe rápido com o Arakh.

Outra criatura estava vindo da direita, enquanto mais cinco se aproximavam.





Ver perfil do usuário

827 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Ago 27 2017, 14:30

Babi

Estranhou a calma na reação do homem e olhou-o com dúvida. Mas ainda assim, sua própria mão tremia e sua cabeça começava a doer. Apertou o punho para esconder sua angústia e quando viu o rei se afastando, tomou um espaço também. Engoliu em seco mantendo seus olhos no dele e tomando a palavra.

- Se você for a Norte todos nós morremos. - Falou apertando os olhos por um segundo tentando livrar-se da vertigem que passou a sentir. -  E eu não digo apenas aqueles que conhecemos. Todos acabaram morrendo, crianças, mulheres, velhos e camponeses comuns. Ir ao norte agora será um massacre. Não temos como combatê-los, não temos armas ou homens o suficiente.



Ver perfil do usuário

828 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Ago 27 2017, 15:09

Josh

Skyron, por já ter desconfiado que a carta poderia ser real e pela conversa com Daeron, não ficara tão surpreso por fora. Apesar disso, dentro de si havia um medo, um receio do futuro, do que estava por vir. Tudo que ele mais desejava era ter uma vida tranquila nas ilhas, com seu irmão governando muito bem as Ilhas de Ferro, com esposa e filhos; uma vida realmente feliz. Apesar de todos os dias os homens de ferro mostrarem para ele que uma vida tranquila estava muito longe de ser atingida, manteve viva a esperança e aquilo o motivou durante toda a sua existência.

Agora, estava em guerra e não apenas uma, mas duas. Não temia a guerra contra homens, mas já contra as prováveis criaturas ao norte... não sabia o que pensar. Nunca as viu, mas sentia como se já tivesse enfrentado alguma e ela fosse extremamente perigosa. Toda a imagem de um mundo tranquilo, onde a arte e a razão predominavam, estava se desvanecendo e dando lugar a um mundo obscuro, composto por rios de sangues, corpos ao chão e Outros. Refletiu, por fim, se haveria como evitar aquilo e poderem sobreviver aquele inverno. Seu maior sonho agora era uma primavera.

Ao ver toda aquela discussão, tudo que fez foi ficar em silêncio e calmo, observando o casal. Os irmãos greyjoys se entreolharam por um momento. Ambos já sabiam qual era a opinião do outro sem falarem nem uma palavra. Skyron compreendia o irmão e sabia que não poderia convencê-lo até que fosse tarde demais. Aaron teria que se convencer a si mesmo.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

829 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 00:30

Dwight

Rhaego torceu a boca com um sorriso satisfeito ao ver que o medo havia mudado de lado. As criaturas podiam ser um amontoado aparentemente inconsciente de carne em decomposição, ossos e sangue congelado, mas algo dentro deles ainda conservava, ao menos, os medos mais primários da natureza humana. A liga forjada com feitiços mordeu através de couro, lã e a carne morta da criatura mais próxima, açoitando sua perna direita e jogando-o de costas sobre a neve para ser consumida pelo fogo.

Avançou sem pensar, seus pés se moviam por contra própria na sede por massacrar aqueles inimigos, com seu rosto ostentando um semblante rigoroso sob o fulgor laranja de calor. Se aproximou de um grupo de três e rodopiou, esbofeteando o rosto do mais próximo com a face cega da lâmina. Seu maxilar se deslocou e despencou, ficando pendurado enquanto fogo se alastrava por sua caveira. O tyroshi o empurrou com a sola do pé e se lançou sobre o seguinte, a leveza do arakh era tanta que mais parecia uma extensão de seu braço, e num gingado rápido mais uma criatura se contorcia tomada pelo fogo. A cada vez que balançava a lâmina suas ondulações cintilavam como fumaça sob uma fogueira, e um golpe seco no centro do crânio da terceira fez o brilho azul de seus olhos se apagar, sendo possuído pelo vermelho das chamas.



Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

830 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 16:50

Luckwearer

Daeron franziu o cenho com a dedicação de Talia em dissuadi-lo de ir para o Norte, mesmo que a entendesse.

— Ele acabou de falar que os sobreviventes do Norte ainda estão lá, fugindo, contando com nossa ajuda — disse Daeron. — Minha irmã está lá também. Eu não vou ficar aqui, Talia.


@Dwight escreveu:Rhaego torceu a boca com um sorriso satisfeito ao ver que o medo havia mudado de lado. As criaturas podiam ser um amontoado aparentemente inconsciente de carne em decomposição, ossos e sangue congelado, mas algo dentro deles ainda conservava, ao menos, os medos mais primários da natureza humana. A liga forjada com feitiços mordeu através de couro, lã e a carne morta da criatura mais próxima, açoitando sua perna direita e jogando-o de costas sobre a neve para ser consumida pelo fogo.

Avançou sem pensar, seus pés se moviam por contra própria na sede por massacrar aqueles inimigos, com seu rosto ostentando um semblante rigoroso sob o fulgor laranja de calor. Se aproximou de um grupo de três e rodopiou, esbofeteando o rosto do mais próximo com a face cega da lâmina. Seu maxilar se deslocou e despencou, ficando pendurado enquanto fogo se alastrava por sua caveira. O tyroshi o empurrou com a sola do pé e se lançou sobre o seguinte, a leveza do arakh era tanta que mais parecia uma extensão de seu braço, e num gingado rápido mais uma criatura se contorcia tomada pelo fogo. A cada vez que balançava a lâmina suas ondulações cintilavam como fumaça sob uma fogueira, e um golpe seco no centro do crânio da terceira fez o brilho azul de seus olhos se apagar, sendo possuído pelo vermelho das chamas.

Você precisa tirar 14 (11 +3) para matar o primeiro.

http://prntscr.com/ge5y3c + 7


A criatura aproveitou-se que Rhaego estava ocupado e mirou suas unhas no rosto dele, cortando sua bochecha direita e deixando-a a sangrar. Rhaego, em seguida, a matou com o arakh.

Você precisa tirar 5 (2 +3) para matar a segunda.

http://prntscr.com/ge5w4a + 7


Facilmente o Arakh mutilou a cabeça da criatura, deixando-a incendiar-se aos poucos.

Criatura 3: http://prntscr.com/ge5wtw + 3
Criatura 4: http://prntscr.com/ge5wyp + 3
Rhaego: http://prntscr.com/ge5x2u + 7


Num piscar de olhos, as outras duas criaturas estavam em chamas, na neve.

Você precisa tirar 20 (19 + 3) para desviar da quinta criatura.

http://prntscr.com/ge5zy8 + 7


A criatura acertou um golpe de espada na barriga de Rhaego, um corte nem tão raso e nem tão profundo, que trouxe uma boa quantidade de dor para o homem e mais um sangramento.

A outra já tinha chegado e Rhaego tinha de se preparar, seria atacado pelas duas ao mesmo tempo.





Ver perfil do usuário

831 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 18:53

Dwight

A pele do casaco, o couro fervido e a cota de malha se estilhaçaram, e um corte penetrou sua barriga, — nem tão profundo, mas nem tão superficial, — fazendo-o abafar uma lamúria de dor. Sangue escorria em suas costas, em seu rosto, e agora pingava de seu abdômen, mas continuava em pé.

Reafirmou seu aperto na mão de espada, momentaneamente chocado, e atacou novamente. Ele olhou em seus olhos brilhantes, desviou sua lâmina e numa onda de dor gingou o arakh na horizontal, esfrangalhando o pescoço de seu atacante. Virou-se rápido, pela proximidade de uma segunda criatura. Uma mancha brilhante na sombra da noite, a lâmina serpenteou em um arco que deixou um rastro de fogo para trás, completando seu ciclo ao iniciar um fogaréu no manto de pele que o morto carregava e devorando-o em chamas.



Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

832 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 19:02

Babi

A medida que focava-se em ouvir Daeron sentiu sua própria expressão endurecendo, enquanto forçava seu maxilar inconscientemente e franzia seu cenho, mantendo seus olhos fixos no homem. Seus punhos cerraram-se devido a negação dele, e manteve-se encarando-o por um tempo de maneira desafiadora. No entanto, apesar de suas feições mostrarem irritação, desesperava-se em seu interior. Entendia a necessidade do Targaryen de ir a Norte, aquela era também sua vontade, mas não conseguia tirar de sua mente que se ele continuasse insistindo daquela forma e decidisse ir procurar Serena, todos eles morreriam. Engoliu em seco o nó em sua garganta dando um passo a frente aproximando-se do Rei e mantendo sua expressão de obstinção.

— Você não é a porra de um deus, Daeron Targaryen. — Falou aproximando-se mais um passo e mantendo seu olhar no dele — Qual é o seu problema? Você tem a merda de um dragão ao seu lado, mas não há nada além disso, você não é um heroi, entendeu? — Aumentou seu tom de voz desafiando-o a revidar e discutir com ela, porém antes que ele pudesse falar continuou — Você é um rei, então não seja estupido e aja como um. Se você for ao norte irá morrer e você sabe o que acontecerá em seguida. — Abaixou o tom em que falava e desviou o olhar do dele ao sentir o nó em sua garganta voltar e mesmo que tentasse esconder seu desespero, deixou que transparecesse em sua voz. — Não posso aceitar que faça isso e arrisque a sua vida e a dos nossos filhos em uma batalha que não podemos vencer. Não posso perdê-lo de novo, Daeron. — Encerrou levantando o olhar para ele novamente encarando-o.



Ver perfil do usuário

833 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 20:47

Luckwearer

@Dwight escreveu:Reafirmou seu aperto na mão de espada, momentaneamente chocado, e atacou novamente. Ele olhou em seus olhos brilhantes, desviou sua lâmina e numa onda de dor gingou o arakh na horizontal, esfrangalhando o pescoço de seu atacante. Virou-se rápido, pela proximidade de uma segunda criatura. Uma mancha brilhante na sombra da noite, a lâmina serpenteou em um arco que deixou um rastro de fogo para trás, completando seu ciclo ao iniciar um fogaréu no manto de pele que o morto carregava e devorando-o em chamas.

Criatura 1: http://prntscr.com/ge8ekv + 3
Criatura 2: http://prntscr.com/ge8eo2 + 3
Rhaego: http://prntscr.com/ge8eus + 7


Aquela primeira criatura parecia mais esperta que as demais e mais ágil, a variedade deles era grande, algumas eram tão espertas quanto uma porta, outras mostravam pequenos sinais de inteligência como aquela, também tinham as lentas e outras que eram rápidas. O inimigo desviou de todos golpes, o que irritou Rhaego, que teve que desviar do dela também para atacar a segunda que já tinha chegado, incendiando-a, porém quando se virou para outra, a mesma já estava em frente à ele. O soco foi tão forte quanto o outro que tinha recebido e Rhaego girou em pé, tropeçando na neve, tonto e quase caindo no chão, mas conseguindo tirar forças para se virar e num movimento desesperado parar a criatura com sua mão, que reagiu abrindo a boca cheia de dentes e mordendo os dedos de Rhaego, arrancando metade de três deles (o mindinho, anelar e o do meio).



Daeron ouviu com atenção tudo que a mulher tinha a dizer, estava começando se irritar no fundo, mas não transparecia.

— Eu entendi, Talia. A minoria pela maioria, o presente pelo futuro. Eu entendi tudo isso, mas eu prometi à Patrulha da Noite que os ajudaria e mesmo que estejam mortos, é isso que farei. É isso que meu irmão faria, é isso que me faz diferente de Jan. — Sua voz tinha começado calma, mas com o decorrer das palavras tinha aumentado o tom, mostrando mais firmeza. Não saia com fúria, mas era notável que o tom era bem menos calmo do que ele costumava usar diariamente. — Eu não sou um deus, eu não sou um herói, mas eu sou um Rei, como você observou. E eu quero que Jan Baratheon e Jordan Lannister se fodam, junto com essa guerra. Os nortenhos podem me odiar, mas eu sou o rei deles e isso faz com que sejam meu povo. — Resfolegou. — E quer saber de uma coisa? Minha paciência se esgotou, quando eu voltar, eles vão se ajoelhar ou vão todos morrer.

Somos o escudo que protege o reino, lembrara-se do juramento em sua estadia na Muralha, e o rei deveria ser o homem que o porta, pensara Daeron.

— E vocês? — perguntou Daeron, virando os olhos para os irmãos Greyjoy. — Pelo que a carta disse, as criaturas nadam e sabe-se lá mais o que podem fazer. Se nos ajudarem, prometo que ajudarei as Ilhas de Ferro com qualquer minúsculo problema que tiverem. Se escolherem ir embora, bem, vocês ganharam sua independência.





Ver perfil do usuário

834 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 21:48

Babi

Ouviu encarando-o, enquanto seu desespero aumentava e também sua raiva daquela discussão. Afirmava que tinha feito um juramento e por isso deveria ir a norte, não importando as consequências, no entanto não foi aquilo que a estressou. Sabia que aquela teimosia vinha de sua preocupação com Serena, mas isso, tornava-o diferente do Daeron que conhecia. Fazia dele egoísta e idiota, e odiava aquilo, principalmente porque acreditou que ele seria diferente. Diante daquilo, olhou por um tempo em seu rosto escutando enquanto questionava aos Greyjoys. Vendo a convicção com que dizia cada palavra, percebeu que não seria capaz de cessar seu desejo, portanto, inevitavelmente, soltou uma risada triste interrompendo-o enquanto seus pulsos cerravam-se diante de sua fúria para aquilo. Deu um passo atrás afastando-se dele novamente, sabendo que quanto mais perto, maiores as chances de usar sua raiva sendo violenta. Tomem cuidado com aquele cara, há algo nele que me perturba,Lembrou-se das palavras de Daven, notando que o que o perturbava provavelmente era o que qualquer um seria capaz de ver diante de qualquer rei.

— Você não é nada além deles afinal, Daeron —  Falou com pesar sentindo lagrimas em seus olhos, mas contendo-as — Esta pouco se fodendo que todos aqueles homens lá fora irão morrer, afinal, você tem que cumprir um juramento e salvar sua irmã, certo? Que se fodam as irmãs e os juramento daqueles que lutam por você, quando morrerem impotentes, você estará em cima da porra do seu dragão. —  Sorriu novamente para aquilo olhando-o com raiva e sentindo a primeira lágrima correr por seu rosto. — Você conseguiu o que deseja, meu amor, iremos ao Norte e morrerei ao seu lado, ou em seus braços. —  Virou-se de costas para ele, caminhando em direção a porta e parando por alguns segundos sem olhar para trás. —  Mas meus filhos não morrerão como eu. —  Encerrou pegando seu cinto que prendia-se em uma haste de madeira ao lado e saindo do ambiente.



Ver perfil do usuário

835 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 22:22

Luckwearer

Você não é nada além deles, aquelas palavras tinham pesado em Daeron mais do que muita coisa que enfrentara na vida, ouvir aquilo de Talia, principalmente, tornava tudo pior, e se não era suficiente, ela continuou a falar. Talia não deixou que ele respondesse alguma coisa, pois pegou suas coisas e saiu da tenda rapidamente, e Daeron a seguiu.

— O que você está fazendo, Talia? — perguntou à ela, enquanto a seguia, vendo-a ignorá-lo, furiosa. — Você vai para Correrrio? — Agarrou-a pelo braço, tentando pará-la. — Talia, me responde.





Ver perfil do usuário

836 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 23:24

Babi

Assim que saiu da tenda jogou o cinto por sobre o ombro, limpando as lagrimas que não cessavam, independente do quanto tentava impedi-las. No entanto, esforçava-se para aquilo, pois tinha que buscar homens de confiança para ajuda-la no caminho até Correrrio e não podia perder tempo com perguntas acerca do que aconteceu para que ficasse naquele estado. Ouviu atrás de si, enquanto caminhava a passos rápidos, Daeron seguindo-a. Mas manteve-se adiante,ignorando as perguntas do Targaryen, levando em conta que voltar a dialogar com ele seria inútil. Porém, mesmo apressando seus passos o homem segurou-a pelo braço impedindo-a de continuar rejeitando-o. Virou-se para ele olhando seu olho purpura com raiva e em um movimento brusco livrou-se de sua mão empurrando-o com as suas próprias.

— Vai se foder, caralho. O que acha que estou fazendo, Daeron? — Falou empurrando-o novamente com mais força, enquanto olhava mais nervosa do que antes. — Antes de você fazer essa merda eu vou mandar meus filhos para bem longe desse maldito continente. Se quiser me impedir é melhor que busque sua espada, ou tente a sorte aqui mesmo. — Falou desafiadoramente com o maxilar cerrado esperando que tivesse uma reação.



Ver perfil do usuário

837 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 23:37

Luckwearer

— Essos, certo? — perguntou Daeron, não precisando de uma resposta. — Eu iria mandá-los para lá de qualquer maneira, estarão mais seguros com Illyrio Mopatis, em Pentos. Ele me acolheu quando eu era pequeno, irá acolhê-los também.





Ver perfil do usuário

838 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Ago 28 2017, 23:50

Babi

Franziu o cenho diante das palavras dele irritada com aquilo. Mesmo que estivesse falando com sinceridade, nada a impediria de ir até Correrrio. Já estava predestinada a morrer quando fosse ao norte de qualquer forma, pelo menos que visse seus filhos antes que sua vida acabasse.

- Isso seria antes ou depois que tornarem-se órfãos? - Falou não esperando resposta. Sentia o aperto em seu coração devido a cada uma de suas palavras, mas era inevitável solta-las em seu momento de raiva.



Ver perfil do usuário

839 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 00:03

Luckwearer

O resto de paciência que Daeron tinha sumiu ao ouvir a mulher falando aquilo.

— Tome cuidado na ida até Correrrio, Talia — falou numa voz fria. Se virou para voltar à tenda, mas parou: — Se você está tão certa assim da minha morte, então é um adeus. Você não precisa voltar. Leve nossos filhos para Essos e fique lá, onde estará segura.





Ver perfil do usuário

840 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 08:39

Babi

Quando Daeron dispensou-a com frieza, olhou-o em um misto de indignação e choque. Manteve seus olhos fixos nele quando deu as costas a Talia e aproveitou-se para limpas as lágrimas que ainda caiam por seu rosto. Assim que o homem parou no meio do caminho e continuou a falar, mandando que fosse embora e não mais voltasse para ajuda-lo, sua fúria aumentou junto a sua infelicidade. Porém mesmo que sua vontade fosse dar as costas a ele também e sair do lugar, recusou a calar-se diante daquilo.

- Não sei o que pensa de mim, Daeron, mas não vou fugir e deixa-lo enfrentar isso sozinho - Respondeu rapidamente mantendo-se no mesmo lugar olhando-o - Não sou a porra de uma covarde como você pensa. Se quiser que isso seja um adeus então será, e nisso poderá procurar uma nova esposa com um novo exército para você, nunca dei a mínima em ter essa maldita coroa. Todavia, se sua escolha é ir ao norte, não esperarei sentada.- Encerrou sem esperança que ele virasse novamente para ela.



Ver perfil do usuário

841 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 11:25

Luckwearer

Os soldados por perto observaram a cena em silêncio, mas o casal estava tão focado neles mesmos que nem notaram, não até aquele ponto pelo menos.

— Não sou mais nada que eles, lembra, Talia? — repetiu Daeron, num tom bastante irritado, mas ela que já lhe conhecia há muito tempo notou que era bem visível também como estava magoado com aquelas palavras. — Se alguém tem que escolher se quer continuar com a maldita coroa é você.

Daeron lançou um último olhar para Talia e foi em direção a tenda. Ao chegar lá, encontrou os irmãos lhe esperando.

— Desculpa por isso — disse Daeron. — Agora, vamos voltar ao principal. Decidiram?

Ver perfil do usuário

842 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 15:26

Chris

Aaron inicialmente dava risadas da situação que presenciou ao entrar na tenda, mas conforme o decorrer dos assuntos, ficara mais sério e confuso. Talia e Daeron discutiram na frente dos irmãos, e após a mulher se retirar, o Targaryen retornou para a tenda aguardando uma resposta do Greyjoy sobre o que fariam.

— Eu não posso levar o que sobrou de meu exército para essa situação. Se no final de tudo isso estivermos vivos, terá nosso apoio para as batalhas. Mas por hora, apostarei minhas chances em casa.



Ver perfil do usuário

843 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 18:19

Luckwearer

Daeron apenas deu um meio sorriso e foi até Aaron estendendo a mão para ele, que respondeu o gesto.

— Te desejo boa sorte nas guerras que virão — disse Daeron.

O Greyjoy acenou, lançou um olhar para Skyron e saiu dali.

— Bem, se algum de nós sobrevivermos a essa guerra, vou tentar lembrar de te enviar uma das criaturas. Por sorte, espero que não tenha mais nenhuma para que possa enviar — falou Daeron para Skyron, brincando. Foi até o homem e estendeu a mão também. — Até mais, Greyjoy.





Ver perfil do usuário

844 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 18:48

Babi

Assim que terminou de falar, Daeron a respondeu novamente com frieza e irritação, mas por trás daquilo notou que tinha o atingido com suas palavras. Em um último olhar de relance para Talia, voltou a andar em direção a tenda, porém antes que a mulher o impedisse novamente, percebeu que ao redor deles os soldados olhavam o conflito com silêncio e curiosidade. Assim, expeliu o ar de seus pulmões com tristeza, notando que continuar discutindo com ele não seria útil a nenhum dos dois, podia ter o magoado com suas palavras, mas essas não adiantariam nada, estava decidido.

Limpou as lagrimas em seu rosto e, em passos pesados, afastou-se saindo da grande clareira do acampamento e direcionando-se a floresta coberta de neve. Prendeu o cinto com suas armas apressadamente em volta de sua cintura e puxou uma das espadas. Buscou algo em que pudesse descontar sua raiva, mas havia avançado muito na floresta e o lugar mostrava-se silencioso e deserto e nada mais movia-se. Direcionou-se a uma das arvores e, em meio as lagrimas, passou a acertar fortes golpes balançando sua estrutura. A medida em que batia lembrava-se da forma em que entrara naquela guerra e de seu tempo enquanto estivera lutando-a. Lembrou-se de quando havia deixado Garren morrer para se salvar e por conta de sua estupidez havia sido estuprada. Em sua mente, surgiram as vezes em que fora traída e girou a espada descendo-a na madeira. E a cada uma das memórias do que havia sofrido em meio àquela guerra, via mais um movimento inconsciente de seus braços. Tanto sofrimento e destruição por nada, morreriam todos devido aqueles que já estavam mortos e acabariam sem nenhum vencedor. Desferiu mais um golpe, pensando no morto levantando-se na muralha e das promessas que havia feito durante todo aquele percurso. Promessas, malditas promessas.  Sentia as lagrimas descendo por seu rosto enquanto sua mente levava-a para quando prometeu lutar por Daeron e em seguida os outros juramentos que fizeram quando casaram-se. Todavia, quanto mais buscava sentir raiva daquilo, mais era levada a ver os olhos purpuras do homem salvando-a em Volantis e dos olhos semelhantes com que seus filhos nasceram. Acertou mais um golpe com toda a sua fúria. Não acreditava que depois de tanto sofrimento após a morte de seu pai predispôs-se a amar novamente.  Tinha criado vínculos maiores do que pura lealdade e, naquele tempo, havia criado uma família que em alguns dos casos significava não apenas um elo, mas corria seu próprio sangue. Tentou puxar a espada, porém devido a sua força, o metal prendera-se na madeira. Usou seu pé como apoio para puxá-la, fazendo com que sua força a levasse ao chão junto com a arma. Deitou-se de costas para a neve sentindo o suor e as lágrimas em seu rosto pingando enquanto seu corpo queimava junto ao frio da substância branca. O céu, acima de seus olhos, destacava-se em um tom vinho das nuvens, todavia, apesar de todo aqueles aspectos do inverno, manteve-se deitada sentindo-se mais calma. Sabia o que deveria ser feito.

Após alguns minutos, levantou-se do chão pegando a espada jogada, não podia perder mais tempo. Enfiou a arma na bainha e prendeu o cabelo empertigando-se e voltando ao acampamento. Ao deparar-se com um jovem escudeiro deu dois nomes para o garoto, mandando que os buscasse e que ele os acompanhasse. Porém, antes de retirar-se questionou sobre o Greyjoy que estivera a pouco na tenda de Daeron, já sabendo a resposta devido a conversa que tivera com o Rei de Ferro anteriormente. Assim, caminhou apressadamente até o acampamento dos piratas torcendo para que não voltasse a ver Daeron antes de partir. O lugar mostrava-se agitado devido a arrumação dos soldados ali, provavelmente Aaron já havia anunciado que partiriam. Adentrou na tenda do loiro sem perguntar e deparou-se com ele arrumando suas coisas.

— Aaron — Chamou a atenção do homem. — Podemos conversar?



Ver perfil do usuário

845 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 22:34

Chris

Aaron se despediu do Targaryen, desejaram sorte um ao outro e então o Rei de Ferro se dirigiu ao seus homens, explicando toda a situação da forma mais clara que podia e dizendo-os que finalmente retornariam para casa. Os piratas começaram a movimentação, assim como o Rei em sua tenda.

Enquanto arrumava suas coisas, fora surpreendido por Talia adentrando a tenda, tinha uma expressão um tanto quanto triste e olhos inchados.

— Ei, não precisava chorar. Eu ia ir me despedir. — caçoou com uma sobrancelha arqueada. — O que precisa?



Ver perfil do usuário

846 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Ago 29 2017, 22:54

Babi

Sorriu diante da ironia de Aaron mas logo o sorriso sumiu e voltou a sua feição triste. Diante da liberdade do homem para com ela adentrou mais na tenda apoiando seu corpo em uma das mesas dos aposentos.

- Preciso da sua ajuda...de novo - Falou com um pouco de vergonha mas logo tranquilizando-se. - Como você ouviu, vou buscar meus filhos em Correrrio, mas se acompanhá-los até o porto mais próximo, terei de seguir meu trajeto ao Norte sozinha. - Respirou fundo.- Portanto irei com soldados até Correrrio e de lá enviarei as crianças ao vale. Por sorte, o porto onde pretendo coloca-los em um barco e enviá-los para Essos, é o mesmo em que seus homens estão preparando-se para ir. Dessa forma, gostaria de pedir que quando estiverem entrando no vale, levem meus filhos até o porto com vocês.



Ver perfil do usuário

847 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Ago 30 2017, 16:42

Chris

Após ouvir o pedido de Talia, o loiro se mostrou de certa forma surpreso com aquilo. Era uma responsabilidade e tanta, então indagou a rainha de volta:

- Você tem certeza disso? Quero dizer, ahn... Acha que é uma boa idéia? - perguntou sem jeito. - E quanto ao Daeron, ele está de acordo com isso?



Ver perfil do usuário

848 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Ago 30 2017, 17:35

Babi

Viu o loiro hesitar diante de seu pedido, mas sem negar perguntou se a mulher tinha certeza sobre aquela proposta e a respeito do conhecimento de Daeron sobre aquilo. Suspirou devido aos questionamentos e assentiu para o Greyjoy, já decidida daquela idéia.

- Foi da minha buceta que eles nasceram. Daeron pode ser o rei daqui, mas eu sou a mãe das crianças e ele entende que não pode me impedir. - Olhou para os olhos azuis claros do homem por alguns segundos e voltou a falar - Sei que não o conheço a muito tempo e decerto soa estúpido entregar meus filhos a piratas, mas além de seu maior contingente de soldados, acreditei em cada palavra que me disse quando fizemos aquela aliança. Portanto, peço-lhe isso não apenas por ser seu caminho, mas porque em poucos meses que estivemos juntos você provou-se muito além do que um aliado - Lembrou-se da presença do homem na torre e de como salvou-a do machado - Confio em você como um amigo, Aaron.



Ver perfil do usuário

849 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Ago 30 2017, 17:46

Chris

O Greyjoy abriu os braços em sinal que cedeu a proposta. Serviu-se com vinho e começou a beber:

- Você me deve três já, eu vou exigir uma estátua de ouro minha em Porto Real no final de tudo isso. - apesar de sério, era claramente uma brincadeira. - Vamos fazer isso então. - encerrou aceitando em ajudá-la.



Ver perfil do usuário

850 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qui Ago 31 2017, 11:36

Dwight

Agarrou a criatura com a mão ensanguentada por seus cabelos, frágeis e quebradiços, tentando segurar seu ímpeto de devorá-lo. Gritou, num misto de raiva e dor, e levantou o arakh na altura do rosto do oponente, os empurrando de encontro e encostando a face da lâmina como uma chapa quente na lateral de sua cabeça.



Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 34 de 35]

Ir à página : Anterior  1 ... 18 ... 33, 34, 35  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum