Fórum para discussão de todo o universo Geek: Seriados, filmes, quadrinhos, livros, games e muito mais.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Geral » Taverna » Interatividade - Jogos & RPGs » RPG » 

#Mesa 003 - Fire and Blood

Ir à página : Anterior  1 ... 20 ... 36, 37, 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 37 de 38]

901 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 07 2018, 23:51

Prime

Prime efetuou 1 lançamento(s) de dados 1d20 (Imagem não informada.) :
14



Ver perfil do usuário

902 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 08 2018, 00:05

Dwight

Dwight efetuou 1 lançamento(s) de dados 1d20 (Imagem não informada.) :
20




Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

903 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 08 2018, 16:04

Mary

Mary efetuou 1 lançamento(s) de dados 1d20 (Imagem não informada.) :
19



Ver perfil do usuário

904 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 08 2018, 20:11

Luckwearer

Todos vocês tinham +3 para somar com o resultado.

Rhaego ignorou toda dor e cansaço em seu corpo, agarrou Cetim e o colocou no colo, lamentando-se daquela cena mentalmente, mas era o necessário, o rapaz estava correndo, mas lento demais para situação que estavam. De forma inesperada, ele conseguiu manter uma velocidade alta suficiente para passar até alguns dos membros do grupo, menos Alayne que crescera na neve e já estava acostumada a andar por aquele tipo de região, então fora uma das primeiras a chegar na floresta. No fim, todos conseguiram sair ilesos, olhando para trás e vendo o mar de chamas que quase os matou.

Aquela parte da floresta era bem densa, o que dificultou os ataques da fera, por isso eles apenas escutavam o som das asas sobrevoando a floresta, procurando por eles. Não pararam um segundo, mas sentiram que estavam mais seguros agora.

Estavam enganados.

Quando todos se viraram para direita, se depararam com três figuras bem destacáveis naquela noite eterna. Essas três figuras eram de gelo, com armaduras do mesmo material, mas brilhantes de cores inexistentes naquela escuridão, e apenas uma delas era diferente. Um que parecia ter uma coroa de gelo, com três espinhos bem altos, de tamanhos diferentes. Aquele em especifico, focou os olhos em Droenn e o rapaz sentiu a marca de seu pescoço arder como nunca. Mãos-Frias gritou para que fugissem dali e foi o que fizeram.

Durante toda aquela confusão, não notaram alguns corvos surgindo pela floresta.

Alguns mortos começaram a surgir também. Por eles e os Outros, o grupo correu para direção contrária e por isso não viram, até que fosse tarde demais, aquela criatura de coroa erguendo a mão e criando, aos poucos, uma lança de gelo, que tacou com toda força neles. Droenn que tinha olhado para trás naquele momento viu que o inimigo parecia mirar nele e por alguns segundos congelou, ainda corria, mas seu corpo não se movia para desviar, talvez tudo estivesse acontecendo rápido demais. Então, a lança cortou o ar e Mãos-Frias, de cima do alce, agarrou o Stark, puxando-o com força.

Rhaego parou de correr e virou para trás assim que escutou o som de carne se partindo. Serena caiu de joelhos no chão e olhou para sua barriga, agora atravessada pela lança de gelo do Outro. O sangue escorreu pela lança e por seu corpo, criando um contraste e reflexo bonito no gelo. Ela tossiu e sentiu uma fina linha de sangue descer pelo canto de sua boca, estava um pouco atordoada pela dor e pelo choque, por isso só acordou do transe quando o arakh desceu na lança, quebrando ambos lados e deixando o pedaço dentro dela ali para que o sangramento não piorasse. O Velaryon pegou a garota pelo colo e voltou a correr, vendo os mortos cada vez mais próximos.

— Você vai ficar bem, Serena — disse Rhaego meio desesperado.

Serena apenas encarou seu rosto enquanto ele corria, sentindo-se um pouquinho mais fraca a cada segundo que passava.

O grupo ficou sem saída ao chegarem num grande lago, era isso ou arriscarem de tentar atravessar os mortos que vinham logo atrás, então escolheram a opção mais "segura". Começaram correr pelo gelo, tentando equilibrar o desespero, a pressa e a calma para que não se partisse e mergulhassem na água congelada. As criaturas vieram logo atrás, algumas pisavam com tanta força que o gelo quebrava ali e elas afundavam a perna. Um urso que vinha logo atrás, afundou com facilidade, quebrando o gelo naquela região.

Chegaram numa pequena ilha e faltava um pouco para chegar no outro lado do lago, onde a floresta era menos densa, porém onde haviam mais dos mortos. Estavam cercados. Rhaego pousou Serena no chão e olhou em volta junto com o resto. Mortos se aproximavam e o grupo era pouco em número, só tinham duas tochas (uma na mão de Alayne e uma na de Droenn). Tobin e Cetim ficaram quietos na pequena ilha que mal dava para todos ali, o alce com Mãos-Frias em cima estava no gelo, o trio de guerreiros tinham um pé na ilha e outro no gelo de tão pequeno que era. Os lobos estavam em frente ao grupo, rosnando.

Tudo parecia perdido, até que uma onda de corvos, ao mesmo tempo que chegou ali, se espalhou pelos céus sumindo rapidamente, e um rugido acompanhou a chegada deles. Aerion, dessa vez realmente o dragão de Daeron, surgiu nos céus e lançou um jato de fogo nas criaturas que tentavam atravessar o lago congelado, circulando o local e limpando todos mortos que estavam próximos.

O grupo mal teve tempo para sorrir e se sentirem aliviados, pois outro rugido foi escutado e dessa vez foi o dragão negro que surgiu. Chegava a ser inacreditável, um ano antes e nenhum deles acreditaria na existência de dragões ou criaturas de gelo, agora duas daquelas feras que soltavam chamas mortíferas estavam brigando nos céus, bem em cima deles.

O gelo estava quebrado onde os jatos de chama acertaram, mas alguns mortos tinham conseguido atravessar e agora corriam em direção à eles. Mãos-Frias avançou nos inimigos em seu alce, os lobos começaram a pular e morder os mortos, e eles tiveram de lidar com seus próprios problemas.




Mapinha: https://prnt.sc/hxs1n5

Tentem usar aço valiriano neles, se quiserem.

E tem um morto se aproximando da ilha, no lado onde a Serena tá deitada.

Droenn[Prime]
Vestimenta: Algumas camadas de couro fervido sob um casaco de pele. Isso é uma representação do que você tá vestindo sob o casaco de pele.
Armas: Espada de aço valiriano, tão negra quanto linda, com a empunhadura de ouro e o pomo de um leão, em seus olhos haviam cristais vermelhos, que deveriam valer uma fortuna. Netuno está na bainha em sua cintura. Uma tocha está na sua mão esquerda.

Dois mortos se aproximam de você, o segundo alguns passos atrás do outro.


Rhaego[Dwight]
Vestimenta: Sua armadura era modesta, uma camada de cota de malha por baixo de couro fervido, o que ajudava muito na sua movimentação, já que tinha o peso e a dificuldade de se mover com o casaco de pele.
Armas: Arakh de Aço Valiriano e duas adagas com o punho em formato de cavalos-marinhos esculpidos em prata presas cada uma a um lado da cintura.

Um morto se aproxima de você, ele tem dois machados.


Alayne[Mary]
Vestimenta: Vestimentas modestas sob duas camadas de couro, uma cobrindo todo seu tronco e outra por cima protegendo completamente seus ombros, a última fundida com uma cota de malha resistente que ia até sua cintura, onde Solar era mantida pacientemente. Por cima, tinha um casaco de pele. Numa bainha no lado contrário da espada, era guardado a lâmina de obsidiana que Henrik havia lhe dado, um dia fora para sorte, agora por precaução.
Armas: Espada nomeada como Solar, a empunhadura negra é feita de couro e o pomo feito de prata, em formato de sol, daí o nome. Uma adaga com os dizeres de sua casa gravado na lâmina curvada: o sol no inverno. Tem a empunhadura negra e sem adornos. Um escudo de madeira com bordas de metal.

Duas criaturas se aproximam de você, estão distantes uma da outra, então vai levar alguns instantes para a segunda alcançá-la também.



Ver perfil do usuário

905 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 13:07

Babi

Assim que Daeron entrou, a boca de Talia curvou-se para cima em um sorriso que escondeu rapidamente, para não demonstrar seus sentimentos diante de sua aparição. Tinham o que conversar, mas ao mesmo tempo estava em um momento decisivo com as crianças e seu orgulho ainda estava ferido apesar de tudo que tinha visto. Ele estivera certo e depois de alguns dias e daquela batalha passara a concordar com ele e temer o que estava por vir. Porém, a ideia de que Dania estava disposta a entregar a espada gerou-lhe uma onda de alívio, mesmo que agora, aquela branda oferta tinha desaparecido diante da estupefação dos mais novos ao verem o rei dragão. A atenção do ultimo também dirigia-se aos menores, o que fez com que tomasse a palavra, na intenção de retomar o assunto perdido diante das cortesias.

— Daeron. — Falou seu nome como um comprimento, enquanto olhava para o seu único olho purpura — Creio que tenhamos o que conversar, porém, quero deixá-los em segurança antes disso. Se não for um problema para você. — Disse, mas, sem esperar resposta, voltou-se para Dania com interesse. Sabia que ele entenderia. — Eu vi a espada com vocês quando chegaram e isso realmente seria uma ajuda irrecusável se for possível para você. Serena levou a espada de Daeron e até encontrarmos seu irmão de novo, creio que talvez ele precise de uma. Depois disso dou-lhe minha palavra que voltará para Droenn.



Ver perfil do usuário

906 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 15:05

Luckwearer

Daeron se aproximou da mesa ao lado de Talia, encheu um copo de vinho e fez uma careta ao sentir o gosto amarguíssimo daquele vinho. A rainha, ao lado dele, observou com curiosidade, estava tão acostumada a beber que o gosto parecia o mesmo que todos outros.

— Não se preocupe, vossa graça, sei que a senhora terá um uso muito melhor do que eu — respondeu Dania com um pequeno sorriso. Era surpreendente ver aquela garota ainda agindo como uma "criança" normal mesmo após tudo que tinha passado, talvez o que Talia escutara sobre os Stark terem um coração mole, mas uma pele de ferro fosse verdade de fato.

— É... vossa graça...? — falou Landor, o irmão mais novo.

— Continue — pediu Talia ao ver que o menino parecia receoso de falar.

— Eu... você pode prometer que vai achar minha mãe e o irmão dela? Por favor, que... se eles estiverem vivos, vão fazer de tudo pra que voltem? — pediu ele, olhando para baixo.

Daeron ficou triste ao ouvir o rapazinho perguntando aquilo, todos ali pareciam ter alguém importante no Norte, em risco de morte. Suspirou e se aproximou dos irmãos, agachando-se na frente deles e bagunçando o cabelo do mais novo.

— Qual é o nome de vocês?

— Landor — respondeu o irmão mais novo.

— Brandon — respondeu o mais velho.

— Eu não posso prometer, mas eu vou fazer tudo que for possível para que eles voltem. Minha irmã está com eles também, por isso eu vou atrás deles. Eu e meu dragão, então podemos dizer que o possível é bem grande — disse Daeron, abrindo um grande sorriso para as crianças que claramente se sentiram mais aliviadas e esperançosas ao ouvir do dragão. — Vocês dois parecem bem cansados... enquanto eu estiver fora, que tal vocês descansarem um pouco e depois cuidarem do acampamento por mim?

— Como um Guarda Real!? — exclamou Landor, de repente, tirando forças vindas do desconhecido.

Daeron riu ao ouvir aquilo.

— Você quer ser um Guarda Real, Landor?

— Sim! — Os olhos do garoto brilharam ao escutar aquilo, ele estava doente e mal, mas desde que o rei tinha entrado na tenda, ele estava completamente ansioso e agoniado para perguntar sobre isso, era o sonho dele afinal.

— E eu quero ser o melhor espadachim do Norte — falou Brandon, intrometendo-se.

Aquilo estava trazendo memórias de sua infância e por isso Daeron teve uma ideia maldosa em mente.

— Então vamos fazer um acordo, que tal? — Os irmãos lhe olharam com atenção. — Vocês se recuperarem e cuidarem desse acampamento enquanto eu estiver fora, vai ser o primeiro passo de vocês. E depois que passarem por isso, o segundo passo e provavelmente o mais longo, será aprender a como ser um bom espadachim de verdade — olhou para Brandon — e também um bom Guarda Real — olhou para Landor. — Eu tenho alguém em especial para isso, ele vai gostar muito de treinar vocês. Se vocês se esforçarem e lutarem por isso, tenho certeza que alcançarão o que querem. — Os garotos sorriram ao ouvir aquilo. — Isso eu posso prometer.

As crianças e Dania foram embora pouco depois, o irmão mais novo saiu da tenda mais firme do que quando entrara, provavelmente para fingir que já estava melhor da febre. E, no final, só restou o casal. Os dois ficaram quietos, principalmente Daeron que não fazia ideia do que falar com ela.

— Escutei que você lidou bem com os inimigos — disse ele.



Ver perfil do usuário

907 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 16:05

Babi

Sorriu com o canto da boca, de forma inconsciente, ao ver Daeron lidando com as crianças. Assim que deixaram a tenda manteve o olhar com ternura sobre o homem mas seu sorriso desapareceu para certa ansiedade sobre aquilo. Ficaram em silêncio por algum tempo, olhando-se em um clima desconfortável, até que Talia caminhou para a mesa com as bebidas e serviu mais um copo de vinho, apoiando-se na madeira e voltando o olhar pra ele. Quando fez isso ele tomou a palavra elogiando-a pelos feitos na batalha. Deu de ombros para aquilo.

— O plano foi seu, só fiz o que deveria ser feito. — desviou os olhos dele por um tempo, nao poderiam ignorar a briga falando de assuntos cotidianos. Fechou o punho com ressentimento e manteve-se fitando o chão. Devia fazer algo que conseguia ser mais difícil que qualquer batalha. Assumir seu erro — Desculpa, nao queria que as coisas tivesse corrido daquela forma.



Ver perfil do usuário

908 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 18:38

Luckwearer

Daeron a fitou por alguns instantes, pensando no que dizer, e notou que o cordão que dera de presente ainda estava em seu pescoço, era possível ver um pouco da corrente. O dele continuava pendurado também, mas escondido em tanta roupa. Nisso, lembrou-se da adaga que ela dera à ele temporariamente.

— Tudo bem — disse Daeron, entregando a adaga. Ele ainda estava estranho com ela e demoraria um pouco para aquilo mudar, mas ele não guardava ressentimentos da esposa, no fim, ele soube que toda aquela discussão era apenas a mulher preocupada com sua vida.

Sentou-se na cadeira ao lado dela e descansou os braços nas pernas, curvando-se um pouco para frente na cadeira. Encarou o outro lado da tenda, pensativo.

— Como estavam nossos filhos? — perguntou ele. — Queria ter visto eles mais uma vez.



Ver perfil do usuário

909 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 19:40

Babi

Para ela soou como se o homem tivesse hesitado por um momento, mas logo aceitou seu pedido de desculpa. Porém, era claro q a mágoa continuaria por um tempo, de modo que sentiu um aperto em seu peito. Ele tentou devolver a adaga para ela, mas recusou com a cabeça tocando a mão dele e afastando-a.

— É sua. Nao sei o que será de mim daqui pra frente, mas você tem Aerion e suas chances são maiores, por isso quero que leve esse pedaço de mim. Assim como levo o seu. — Falou dando um pequeno olhar de relance ao colar que carregava. Em seguida olhou para o homem enquanto ele a perguntava sobre os filhos, o que tirou um pequeno sorriso da rainha. — Eles estão bem e maiores a cada dia - falou sentindo o no em sua garganta e virando para servir outro copo de vinho e completar o seu. Entregou o outro para o homem.— Mas você os verá novamente, Daeron.



Ver perfil do usuário

910 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 19:50

Luckwearer

— Você quer me embebedar? Sabe como sou fraco com bebida — disse Daeron, sorrindo, mas aceitando o copo de vinho. Suspirou, depois de um gole. — A última guerra contra essas criaturas levou centenas de anos para acabar, pelo menos os contos dizem isso. Espero que nossa guerra dure bem menos ou sinto que nossos filhos vão ter que acabá-la por nós — terminou com um sorriso triste. — Desculpe por te trazer pra toda essa miséria. Queria não ter envolvido você e Serena nisso.



Ver perfil do usuário

911 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 20:50

Babi

Daeron reagiu com senso de humor quando entregou a ele o copo, o que gerou um sorriso da mulher. Mas em seguida a seriedade em suas palavras tirou o sorriso da Baratheon. Olhou com pesar para as palavras de culpa dele, mas assim que terminou, ela adiantou-se, colocando a mão em seu ombro. Apesar do momento sentiu uma energia em sua mão que quase a fez removê-la, mas encarou a estática mantendo-se encostada nele e sorriu com ternura.

— Nao sei pra Serena, mas apesar de tudo você nao me trouxe miséria. Você viu como eu era antes disso tudo, agora eu tenho coisas que nao abandonaria por nada. — Disse apertando a mão com uma pausa— Valar morghulis, todo homem deve morrer. Você provavelmente já ouviu isso em Essos e nada poderia ser mais verdadeiro. Pelo menos morrerei de consciência limpa de saber que lutei por um bom rei e que até na guerra boas coisas podem surgir. — Sorriu para ele o que logo tornou-se uma expressão safada. — Só espero poder embebeda-lo mais uma vez, tudo bem?



Ver perfil do usuário

912 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 20:59

Luckwearer

Daeron sorriu com as palavras da mulher e apertou a mão em seu ombro com carinho. Ao ver a expressão da mulher, riu.

— Você quer me embebedar ou quer abusar de mim? — questionou com uma inocência fingida. Ergueu-se da cadeira e puxou-a para um beijo. — Você provavelmente deve saber também dos homens sem rosto de Essos. Eu descobriria facilmente se é você ou não. Sabe como? Só você sempre tem esse gosto de vinho na boca — comentou, sorrindo.



Ver perfil do usuário

913 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 21:26

Babi

Deu de ombros diante da pergunta do homem, nascendo em seu rosto um sorriso de canto. Porém, foi surpreendida quando Daeron levantou e puxou-a para um beijo. Retribuiu até que ele afastou-se falando do gosto de vinho em sua boca, o que tirou-lhe uma risada. Porém, manteve-se em silêncio por alguns segundos, olhando para o rosto do rei enquanto seus dedos passavam sobre a linha do seu maxilar até sua boca. Encostou o dedo indicador no lábio inferior dele.

— Então você tem muita sorte, meu caro. Isso nao é um luxo para muitos.— Disse dando uma risada e tirando a mão da boca dele — Porém, é melhor tomar cuidado. Posso nao ter muitos rostos, mas te asseguro que esse já é o suficiente para derruba-lo.



Ver perfil do usuário

914 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 21:43

Luckwearer

Daeron riu ao escutar as palavras da mulher, mas sua expressão se tornou um pouco mais séria logo em seguida.

— Talia... amanhã eu vou atrás deles — disse Daeron, um pouco hesitante, esperando uma reação negativa da esposa. — Vou mandar um grupo a pé, um grande número para me acompanhar, mas eu vou tomar a frente com Aerion.



Ver perfil do usuário

915 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 21:56

Babi

Ouviu as palavras do homem sentindo seu próprio rosto tornando-se sério. Manteve sua mão em volta da cintura do rei e diante de suas palavras em um reflexo instintivo sua outra mão desceu como se buscasse prende-lo ali, junto a ela. Porém conteve a mão e direcionou-a para a dele segurando-a. Manteve seu olhar nele e assentiu concordando com aquilo.

— Tomarei a frente desse grupo - Disse confiante sentido seu maxilar cerrando em um sinal de obstinação. Antes que ele pudesse falar tomou a palavra novamente — E nao ouse negar, Targaryen, só nao me ofereço a ir em cima de Aerion com você porque se seu Dragão nao me matasse a altura faria.



Ver perfil do usuário

916 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 09 2018, 22:37

Luckwearer

Daeron não mostrou em seu rosto, mas por dentro ele se sentiu aliviado que Talia reagiu tão bem aquilo.

— A altura é realmente um problema — concordou, rindo. — Mas dane-se isso por hoje, quero relaxar. — Beijou-a mais uma vez, a pegou pelo colo de repente fazendo-a soltar um "gritinho" de surpresa e a jogou na cama, continuando a beijá-la.

Na manhã seguinte, a hora de partir chegou. O Targaryen já estava bem vestido para o frio que enfrentaria, se a cavalo já era algo tortuoso, no ar e na velocidade de voo de Aerion, se ele saísse vivo já era uma conquista. Tinha uma mochila pequena e leve com comida, duvidava muito que encontraria o exército em apenas um dia ou menos que isso, então estava levando mantimentos para quando parasse em algum canto pudesse se alimentar. Saiu da tenda acompanhado de Talia, seu cavalo já estava preparado, teria que passar algum tempo procurando pelo dragão, infelizmente.

Naquela altura algum soldado já havia pegado a espada de aço valiriano dos Stark para Talia. Lá fora, as crianças e Dania estavam esperando o rei partir, e Arthur também estava ali.



Ver perfil do usuário

917 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Jan 10 2018, 02:06

Babi

Passou aquela noite sentindo a presença e o calor de Daeron ao seu lado. Em meio a seus diversos momentos em que acordava devido aos sonhos ou ao desconforto na boca do estômago, dedicava-se a olhá-lo na pouca luz que entrava na tenda ou toca-lo delicadamente para que nao acordasse. Temia o dia que estava por vir e mais que tudo temia que no fim dele um deles estivesse morto. Tentava incontrolavelmente ignorar esses pensamentos, mas sentiu pela primeira vez o temor do inverno quando sentiu o tremor em suas mãos. colocou-as na barriga de Daeron no intuito de sentir o corpo sólido sobre sua mão e o homem como que por impulso, segurou-as em meio ao sono, de modo que só depois daquilo, próximo ao amanhecer, conseguiu dormir com aquele calor.

Arrumaram as providências pela manhã e assim que possível Daeron já estava pronto para partir. Carregava consigo uma pequena bolsa com alimentos para a necessidade de parar. No entanto, Talia carregava em uma de suas mao um grande objeto enrolado em peles de lobo. Caminharam juntos até estarem diante dos cavalos e junto a eles Dania, as crianças e Arthur. Sorriu para as pessoas como comprimento e esperou que Daeron se despedisse deles. Diante disso, aproximou-se enquanto ele arrumava a bolsa ao lado do cavalo e estendeu o objeto embrulhado com ambas as mãos.

— Tente não destruir ou perder a espada de Droenn, certo? Além de estar cansada de colocar boas espadas em suas mãos, prometi a Dania que a entregaria. — Falou com um sorriso olhando para o olho púrpura de Daeron e sentindo uma pontada.



Ver perfil do usuário

918 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Jan 10 2018, 12:02

Luckwearer

Daeron olhou para a espada por alguns segundos e a devolveu para Talia.

— Dessa vez eu não vou roubar nada de você — disse. — Eu vou fica a maior parte do tempo em cima de Aerion e quando descer, no máximo alguns metros de distância dele. Já você, tem que estar preparada para qualquer ataque a qualquer momento. Ela vai ser mais útil em suas mãos. — Respirou fundo e se aproximou da mulher, abraçando-a com toda força e carinho que podia, talvez fosse a última vez. — Se cuide, Talia, por favor. Eu te amo.



Ver perfil do usuário

919 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Jan 10 2018, 14:54

Babi

Pensou em protestar inicialmente diante da oferta de Daeron, mas ele estava certo, ficaria junto a Aerion e sentia que desse modo ele estaria seguro. Afinal, quem precisa de uma espada quando está montado em um dragão? Sorriu para ele em agradecimento e olhou para a espada com satisfação. Não tinha o costume de usar espadas longas, mas sabia que seria fácil lidar com aquele aço sendo ele não só leve, como muito afiado. Entregou a espada embrulhada em peles para Arthur, que mantinha-se por perto, e voltou-se novamente para Daeron. O homem respirou fundo e abraçou a mulher com ternura e carinho, porém com a força de quem estava preparado para que fosse o último abraço. Engoliu a seco o nó em sua garganta e retribuiu o abraço na mesma força. Afastou seu rosto, encontrando com o dele e após suas palavras deu lhe um pequeno beijo e encostou sua testa na do homem enquanto o mesmo segurava-a pela cintura e suas mãos mais uma vez faziam o contorno do rosto do rei. olhou seu único olho púrpura mais uma vez e em meio ao turbilhão de emoções sorriu calorosamente.

— Também te amo, Targaryen. — hesitou por um momento e voltou a falar controlando a voz. — Mas não morra, certo? Você ainda me deve mais um duelo e seus filhos te esperam. — Engoliu em seco mais uma vez e afastou-se do abraço dele com um sorriso desafiador. — Agora vá, melhor que você tome a frente, porque quando eu chegar lá mandarei todos eles para o inferno.



Ver perfil do usuário

920 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Qua Jan 10 2018, 15:14

Luckwearer

Daeron beijou a esposa mais uma vez, subiu em seu cavalo e começou a se afastar. Olhou mais uma vez para trás e viu o quarteto lhe observando. Seus olhos focaram especificamente em Talia, era engraçado pensar que há pouco tempo atrás eles eram tão diferentes, seguindo caminhos completamente distintos. Ela tinha crescido bastante, com base em coisas que ele preferia que ela nunca tivesse vivido, mas crescera e amadurecera de qualquer maneira. Virou-se para frente e parou de pensar no que estava deixando para trás, tinha de focar em encontrar sua irmã e os outros.

Olhou para os corvos sobrevoando as árvores ao seu lado e esperou que a dica do nortenho fosse verdadeira. Daeron Targaryen nunca fora alguém que acreditasse em deuses, mas naquele momento rezava para qualquer um que ele soubesse da existência, para que tais entidades o deixassem encontrá-los vivos.



Ver perfil do usuário

921 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Sex Jan 12 2018, 02:19

Dwight

Suas pernas doíam e sua respiração falhava, naqueles poucos minutos Rhaego já havia pensado em entregar sua vida ao destino inúmeras vezes, mas o fato de carregar outra nos braços ajudava-o a afastar o pensamento da mente. Notara que as gotas geladas da chuva começavam a ser engolidas por um vento morno, abafado, na medida em que seu sangue também borbulhava. Considerou a hipótese de ser a adrenalina agindo, mas sentia que o corpo de Serena também se acalorava.

— Eles estão próximos. — Serena falou, quase como que cochichando. Eles não vão nos alcançar, ele pensou, você vai ficar bem, eu prometo; mas as palavras não saíam mais de sua boca.


— Você vai ficar bem, Serena. — As palavras saíram com facilidade de sua boca, mas ele dizia aquilo tanto para ela quanto para si mesmo. Soavam como mentira.

A verdade é que Rhaego não acreditava mais naquilo, não acreditava que tudo ficaria bem, nunca mais. Serena olhava para seu rosto, e ele via nela uma tocha que se apagava. Morreria em seus braços. Morreria como Brynden morreu, após Rhaego provocar a ira de um khal dothraki. Como Shaddan, que ele permitiu desviar da missão e enfrentar um oponente em confronto direto. Cada um dos seus irmãos da Guarda Real, os quais decapitou. Como Rina, com seu crânio rachado ao meio enquanto ele devia protegê-la. Era mais sangue que escorria por suas mãos, ele sempre falhava, e depois de tudo seu destino seria aquele, seria apodrecer lentamente no inferno gelado. Nesse ponto, qual era o propósito de continuar lutando?

Ele pousou delicadamente a princesa ao chão ao alcançarem a pequena ilha, as únicas tochas que tinham estavam com Alayne e Droenn, e ele não sabia como acionar o que quer que fosse aquela chama que incendiou seu arakh mais cedo. Estavam sendo cercados, criaturas se aproximavam de todos os lados, ele empunhou sua lâmina com as mãos tremendo, mas não era frio que sentia. Olhou uma última vez para Serena, o pensamento de que seria a última vez que olharia para ela com vida espremeu seu coração. Virou-se para a batalha, um misto de pavor e puro ódio por aquelas criaturas controlavam-o; mas então, num instante, o mundo parou. Aquele rugido já havia o salvo uma vez então, para ele, não havia como se enganar. Seu peito, que havia congelado, voltou a inflamar como fogo, seu coração soava como tambores de batalha. Antes de entrar no campo de visão daqueles na pequena ilha, ele sabia que Aerion estava ali. Daeron. O dragão surgiu nos céus e lançou um jato de fogo nas criaturas que tentavam atravessar o lago congelado, circulando o local e limpando todos mortos que estavam próximos.

Ao ver Aerion enfrentando o dragão negro nos céus os contos de sua infância voltaram para si. Os contos do meistre de Derivamarca, os contos dos Dragões Targaryen, "Os dragões dançavam...", o velho dizia em sua voz senil, "... e as pessoas morriam". Ele deu um passo a frente, ficando entre Droenn e Alayne, sua mão não mais tremia.

Ele firmou a mão na empunhadura do arakh, o gingou como sempre fizera, por pura superstição. Num momento como aquele, nunca era de mais testar a sorte, então deslizou a mão contrária sobre a lâmina do arakh e deixou ela banhar-se em seu sangue. Ele podia falhar, Serena podia morrer, ele podia morrer, todos eles. Mas ele não aceitaria aquilo de cabeça baixa, o vencedor sempre seria o último a ficar em pé, e se essa fosse sua hora levaria tantos quanto pudesse. Por todos aqueles que morreram, por todo aquele sangue que escorria entre seus dedos, ele não podia se entregar agora. Ele firmou os pés no gelo, na ausência do fogo, tentaria separar a cabeça do corpo, desmembraria a criatura se necessário fosse. Descontaria todo medo, frustração e raiva naquela cadáver.




Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

922 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 14 2018, 14:41

Luckwearer

@Dwight escreveu:Ele firmou a mão na empunhadura do arakh, o gingou como sempre fizera, por pura superstição. Num momento como aquele, nunca era de mais testar a sorte, então deslizou a mão contrária sobre a lâmina do arakh e deixou ela banhar-se em seu sangue. Ele podia falhar, Serena podia morrer, ele podia morrer, todos eles. Mas ele não aceitaria aquilo de cabeça baixa, o vencedor sempre seria o último a ficar em pé, e se essa fosse sua hora levaria tantos quanto pudesse. Por todos aqueles que morreram, por todo aquele sangue que escorria entre seus dedos, ele não podia se entregar agora. Ele firmou os pés no gelo, na ausência do fogo, tentaria separar a cabeça do corpo, desmembraria a criatura se necessário fosse. Descontaria todo medo, frustração e raiva naquela cadáver.

O sangue banhou a espada, mas infelizmente nada aconteceu. Não naquele momento, pelo menos.

Você precisa tirar 11(8 + 3) para concluir essa ação.

http://prntscr.com/i0bnhb + 5


De qualquer maneira, Rhaego lidou muito bem com o inimigo. A cabeça foi a primeira coisa que se separou do cadáver ambulante, voando e depois deslizando pelo gelo, em seguida foram os dois braços que carregavam os machados. Por fim, chutou o cadáver para longe.



Ver perfil do usuário

923 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 14 2018, 21:55

Mary

O cansaço mental, juntamente ao seu corpo que pedia por descanso, torturavam silenciosamente Alayne. Todas as vidas que se perderam até chegarem naquela caverna, assombravam seus breves momentos de sono e perseguiam o seu despertar, constante.
A floresta silenciosa a mergulhava em topor, seus pés ágeis e acostumados com o solo molhado e difícil seguiam uma trilha inexistente por instinto.
Fugiram das chamas e não comemoraram - era a mais inofensiva entre as coisas que tentava de forma incansável os devorar.

O caminhar de todos se cessou ao encontrarem 3 figuras.
A Karstark, que possuía as raízes nortenhas fincadas dentro de si desde criança, parou. Seu corpo congelou, assim como todas as suas emoções, para que o medo pudesse latejar por todo o seu interior. Ainda assim, não se comparava ao frio que sentia diante daquelas criaturas feitas de gelo, assustadoramente majestosas.
Como mágica e em apenas um sinal, outras criaturas levantaram-se. Voltaram a correr, movidos pelo desespero, tão rápido que Alayne não havia olhado para trás, e quando o fez, enxergou Serena, com uma lança feita de gelo enfiada em sua barriga. Rhaego a colocou no colo, e continuaram a correr.

Encontraram-se encurralados após atravessarem um lago coberto por gelo; a única saída ao correrem na direção contrária dos mortos. Mal cabiam na pequena ilha em que estavam, e não havia nada a se fazer enquanto a morte, de forma literal, corria faminta até eles.
Alayne respirou fundo e fechou os olhos.
Se aquele fosse o momento escolhido para a sua morte, levaria o máximo daqueles malditos consigo. Apertou o cabo de Solar e abriu os olhos.

A escuridão que enxergou, pela primeira vez em dias lhe trouxe esperança. O rugido estridente e grotesco lhe fez arrepiar. Aerion queimava as criaturas, cessando apenas quando outro rugido foi escutado, e então eram dois dragões brigando no céu.
Assim como duas criaturas que pareciam brigar entre si para alcança-la, famintas.
A loira gingou sua espada e chutou a primeira delas para trás, desequilibrando-a e decepando sua cabeça. Em seguida, esperou o avançar da segunda para atingir suas pernas com a lâmina, e enfiar Solar em seu crânio.

Ver perfil do usuário

924 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 14 2018, 23:44

Luckwearer

@Mary escreveu:A loira gingou sua espada e chutou a primeira delas para trás, desequilibrando-a e decepando sua cabeça. Em seguida, esperou o avançar da segunda para atingir suas pernas com a lâmina, e enfiar Solar em seu crânio.

Você precisa tirar 14 (11 + 3) para matar o primeiro.

http://prntscr.com/i0i8kp + 4


Recebeu um pequeno corte na barriga, que iniciou um sangramento temporário e bem pequeno, como resposta a Karstark decepou a cabeça do inimigo, incendiando-lhe rapidamente e já se preparando para o próximo.

Você precisa tirar 10 (7 + 3) para matar o segundo.

http://prntscr.com/i0i9do + 4


Alayne deu alguns passos em direção ao inimigo que vinha em sua direção também e abaixou-se de seu golpe, acertando suas pernas e as separando do resto do corpo, fazendo com que a criatura deslizasse até a base da ilha, deixando um rastro de sangue. Ela tentou se arrastar e a mulher prendeu-lhe no lugar encravando Solar em seu crânio, e finalmente a matou passando a tocha em suas costas e deixando-a ferver em chamas, sua única fraqueza.



Ver perfil do usuário

925 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 16 2018, 22:48

Prime

Chegando naquela ilha em meio ao lago, Droenn sentiu o peso de tudo aquilo em suas costas. Não foi suficiente perder Rina, agora Serena sangrava. Por dentro, ele estava morto, e só conseguia sentir culpa. Quando o dragão de Daeron voou por ali, sentiu alguma faísca de esperança, mas manteve-se firme à realidade e apertou forte o punho da espada. A primeira criatura que avançou na sua direção arriscou um golpe do qual o Stark desviou e respondeu decepando a mão da espada, atrasando-a com uma estocada na barriga. Incendiou aquela e esperou pela que vinha logo atrás, furiosa e rápida. Bloqueou o machado que descia em seu rumo e derrubou a criatura com uma rasteira, sem demorar para finalizá-la com o fogo.



Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 37 de 38]

Ir à página : Anterior  1 ... 20 ... 36, 37, 38  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum