Fórum para discussão de todo o universo Geek: Seriados, filmes, quadrinhos, livros, games e muito mais.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Geral » Taverna » Interatividade - Jogos & RPGs » RPG » Mundo Shinobi » 

Os Deuses do Mundo Shinobi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Os Deuses do Mundo Shinobi em Sab Fev 17 2018, 22:17

Luckwearer

Os Deuses do Mundo Shinobi

Há muitas eras atrás, em uma época que só restavam contos e teorias, existia um gigantesca árvore que atravessava os céus de tão alta, as lendas diziam que em seu topo existiam terras e reinos de seres superiores, deuses.

Os Deuses que moravam no Topo da Grande Árvore, como eram chamados, ao decorrer dos séculos tiveram inúmeros nomes em diversas gerações diferentes, tantos que talvez alguns dos verdadeiros não tivessem sobrevivido ao tempo. Usaginismo (lê-se "usaguinismo") é o nome da religião. Todo continente tem essa crença como religião, exceto alguns pouquíssimos e raríssimos casos. Existem poucas diferenças entre as culturas e vilas, a maioria das mudanças são detalhes e origens, como uma vila dizer que são descendentes de tal deus e a outra vila dizer que eles sim são os descendentes.

Os 12 deuses foram a origem da vida, da morte, da felicidade, da tristeza, da paz, da guerra e de tudo que existia naquele mundo. Alguns eram venerados mais do que os outros em alguns locais e por certas pessoas, dependia apenas de qual e quem.

O Criador

Pouco se sabe sobre ele e suas origens, tampouco sobre sua história e sobre sua personalidade. Ele é representado por uma figura branca do tamanho de uma criança, onde apenas um grande e assustador sorriso é visível. Aquela imagem é de uma fonte desconhecida, mas que se estabeleceu nos mosaicos e pinturas.

Ninguém gosta de falar muito sobre ele, chega ser assustador, porque todos que tocam nesse assunto, na sua existência, sempre sentem um frio subindo pela espinha, como se ele estivesse bem ali, os observando.

O Pai

O Pai não passava de uma entidade sozinha numa vastidão infinita, sozinho pela eternidade. Cansado daquela vida, ele criou a natureza e a vida. E por fim, os humanos.

Foi ali onde surgiu o primeiro pecado, a Avareza.

Apesar do título, ele inicialmente não tinha sexo, assim como seu criador. Então, observando suas criações se procriando, criando relações entre si, sentindo coisas que ele nunca sentiria, o deus acabou sendo dominado pela Inveja, o segundo pecado. Consequência disso, foi sua escolha de se fazer um homem para que pudesse compartilhar dos prazeres humanos e nisso acabou se apaixonando por uma de suas criações. Luxúria, o terceiro pecado e o primeiro que ele notou. O quarto pecado foi o Orgulho, ao saber do erro que estava cometendo, mas que não admitia a si mesmo. O quinto pecado foi a Gula, que surgiu quando a fome humana chegou em seu novo corpo, algo terrível e incontrolável que resultou nele mesmo comendo sua própria amada e todos outros que entraram em seu caminho. A Ira foi o sexto pecado, quando ele sentiu tanto nojo de si mesmo, tanta raiva, que o mundo pegou fogo ao seu redor, tamanha a fúria. E, por fim, veio a Preguiça, o último e mais alarmante sinal que ele estava se tornando o que tinha criado e nem tinha notado.

Desesperado, ele quis voltar ao seu degrau de superioridade anterior e se livrou de todos aqueles sete pecados dividindo-os em outros deuses, seus filhos. Um oitavo pecado, a maldade, acabou criando Jashin que ele nem mesmo percebeu até que fosse tarde demais.

Ele representa a justiça divina, a vida e a morte. Alguns dizem que é ele quem julga as almas dos mortos. Seu mosaico é de um sol com olhos.

A Mãe

Uma incógnita para todos. Alguns dizem que ela era a paixão original do Pai, que reviveu como uma deusa por vontade do homem e serviu como mãe para seus filhos. Outros dizem que ela estava desde o começo e criara a vida junto do homem, mas que decidira não descer para o plano inferior como ele decidira e o salvara dos pecados, tirando-os dele.

A interpretação mais acreditada é da paixão original, mas de qualquer maneira ela representa a paz, a misericórdia, o perdão, a fertilidade e o nascimento. Seu mosaico é de uma lua com um sorriso.

Musume

Musume, a primeira filha e a deusa da Inveja e traição. Sentia uma terrível inveja da irmã mais nova, por isso sempre que podia lançava uma onda de doenças e pragas para os amados humanos de Kaguya, amaldiçoando-os.

Ela representa a traição, as mentiras, a cobiça e, obviamente, a inveja. Seu mosaico é uma mulher serpente.

Kenshin

Kenshin é o segundo filho e a Ira. Foi lançado dos céus para Terra, exilado de seu posto de deus para viver como humano. Sentiu-se humilhado mais do que nunca por aquilo, mas não demorou para pegar gosto pelos humanos e considerá-los amigos, tornando-se o líder deles, protegendo-os das crueldades de seus irmãos e Jashin.

Em algum momento, comandando os humanos, ele subiu até o reino de sua família e com sua própria espada vingou seu Pai, matando Jashin.

Ele representa a humanidade, os guerreiros, os soldados, todos que lutam por algo, por isso é comum de se ver Kenshin sendo o mais venerado entre soldados e vilas ocultas. Seu mosaico é de um guerreiro com uma espada longa e uma armadura, bem semelhante a um Samurai.

No Clã Uchiha, há um templo único para esse deus, que dizem ser descendente deles. Antigamente eles deixavam visitantes irem para o local, mas após o ocorrido com um dos filhos do líder, a segurança foi duplicada e as vezes nem mesmo deixavam alguém entrar no bairro.

Okui

O terceiro filho e a Gula, o deus canibal e devorador de outros deuses. Comeu sua própria mãe e seu irmão Preguiça, antes de ser morto por Moryo.

Representa o egoísmo humano, o desejo eterno por mais, a fome interminável por bebida, comida e até mesmo coisas ruins. Seu mosaico é um homem muito gordo e com um rosto assustador, coberto de sangue, uma pintura que sempre assusta as crianças e lhes dá pesadelos. As vezes, os pais falam que se forem desrespeitosas, Okui surgirá das sombras, pegará suas pernas e irá devorá-las.

Kaguya

A quarta filha e a irmã mais nova, vista como a deusa mais bela e bondosa. Ela é a luxúria, talvez por contos dizerem que ela se apaixonou pelo homem que subiu a árvore e por isso deu à eles o Chakra.

Representa a paixão, o amor, a bondade, a generosidade e a esperança. Seu mosaico é de uma mulher belíssima, de pele branca e cabelos brancos, com pequenos chifres e olhos vermelhos, num quimono também branco. É a principal cultuada entre todo continente, a mais destacável entre todos os deuses.

Saisho

É o deus ganancioso, a Avareza, que desejou muito mais do que podia e se aliou a Jashin, ajudando-o a tirar o pai do trono. Acreditou nas palavras do deus da destruição, que disse que lhe botaria no lugar do pai, mas no final foi esfaqueado pelas costas.

Ele representa a ganância, os hereges, o desejo incontrolável pelo ouro e coisas do tipo. Muitos dos crentes, os mais fervorosos, apontam que os céticos vem da influência da mágoa desse deus. Seu mosaico é uma figura magrela e cheia de faces com inúmeras (e diferentes) expressões.

Moryo

É o deus dos dragões negros e do gigantesco exército de soldados tenebrosos. Lutou contra o irmão Kenshin até a morte, tanto eles quando seus soldados, mas acabou perdendo e fugiu para Terra. Alguns dizem que ele está perdido até hoje, enfiado em algum lugar, com um pedacinho do seu poder original.

Sendo o Orgulho, ele representa a arrogância e as consequências disso, resultando na sua derrota. Seu mosaico é de um dragão com várias cabeças.

Mishinaru

O deus da Preguiça, que não fez nada de útil ou memorável, exceto morrer devorado pelo irmão mais velho.

Representa a preguiça e tudo de inútil. Seu mosaico é algo parecido com um gato dormindo.

Hanman

É o servo dessa família, um humano comum que se tornou algo semelhante a um deus pela decisão do Pai. Ele quem criava as armas e armaduras do exército de Moryo, mas quando a rebelião de Kenshin começou, ele escolheu ajudar seu povo de origem e seu antigo amigo.

Ele é venerado pelos ferreiros, um simbolo de confiança para eles. Também é venerado pelos soldados, por ter lutado bravamente ao lado do melhor amigo com seu martelo. Seu mosaico é um homem musculoso com um grande martelo.

Jashin

Vindo da maldade do Pai, ele tramou por muito tempo até finalmente conseguir invadir o reino num tempo de caos pela morte da Mãe e alguns dos filhos, usurpando o trono de seu criador e matando-o.

É o deus da destruição, por isso surpreendentemente tem alguns seguidores que o veneram tanto a ponto de se tornar uma religião a parte, o jashinismo. Os Jashinistas pregam nada menos, nada mais, do que a destruição e a morte, oferendas para seu deus.

Ele é reconhecido como o maior e único inimigo do Pai, uma batalha eterna, pois nenhum deus morre definitivamente.



Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum