Fórum para discussão de todo o universo Geek: Seriados, filmes, quadrinhos, livros, games e muito mais.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Universo Geek » Mundo Geek » Games » 

Resident Evil 7: Biohazard

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Resident Evil 7: Biohazard em Dom Jan 15 2017, 13:37

Luckwearer



Resident Evil 7: Biohazard é um jogo eletrônico em desenvolvimento do gênero survival horror produzido pela Capcom, programado para ser lançado em 24 de janeiro de 2017 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One, com a versão de PlayStation 4 tendo suporte completo para PlayStation VR.



Teve uma série de teasers nomeados como "volumes" que foram sendo lançados até soltarem um trailer de fato, todos eles mostrando alguns detalhes super interessantes do jogo.

Resident Evil 7: Vol.1 “Mysterious Caller”
Resident Evil 7: Vol.2 “Shotgun In The Box”
Resident Evil 7: Vol.3 “Recorder”
Resident Evil 7: Vol.4 “Stock Up”
Resident Evil 7: Vol.5 “Survival”
Resident Evil 7: Vol.6 “Immortal”
Resident Evil 7: Vol.7 "A Closer Look"
Resident Evil 7: Vol.8 "Imagination"
Resident Evil Vol. 9: "Shadow"
Resident Evil 7 Vol. 10: "Aunt Rhody"





Ver perfil do usuário

2 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Dom Jan 15 2017, 15:11

Josh

De início, fiquei um pouco decepcionado pela mudança extrema de estilo de jogo. Tenho quase certeza que a CAPCOM entendeu errado o que é "voltar ao terror". Porque o terror de Resident Evil sempre foi ligado à sobrevivência e não à cenários ambientados em preparação a jumpscares.

Mas, estou julgando só pelo que vi da demo. O jogo final pode ser diferente, melhor e mais semelhante às raízes da franquia, apesar de eu não estar muito confiante nisso.

As coisas que mais me incomodaram, além do estilo do jogo em si, foram as seguintes:


  • Jumpscares desnecessários. Isso faz parte da ambientação, colocar sons estranhos e tudo mais, beleza. Mas colocar manequins caindo do nada? Em Resident Evil?
  • O terror psicológico nunca foi o foco de Resident Evil. O primeiro game foi o que influenciou Silent Hill, que é focado nisso. Mas RE sempre se tratou de sobrevivência, de procurar itens, resolver enigmas, fugir ou matar inimigos para não atrapalharem, de pensar bastante para poder resolver os problemas. Causar medo, sustos e repulsa se distancia até mesmo de Silent Hill (como ocorreu com Silent Hills, que felizmente foi cancelado).
  • Coisas sobrenaturais. A CAPCOM já falou que não vai ter, mas eu não duvido não.


Enfim, o jogo pode ser muito bom, não nego, mas um péssimo Resident Evil. Talvez, em história, seja melhor que os 3 últimos numéricos, pelo menos. Supondo que irá tratar de bioterrorismo.

O que eu vejo agora é que RE parou de revolucionar e agora está usando elementos que fazem sucesso para poder se manter no mercado. Eu não vejo problema nisso, mas o problema é que se inspiram demais em outros jogos e pouco nos RE's anteriores.

Sobre os teasers:

  1. O primeiro me lembrou o primeiro Silent Hill, que tem uma cena semelhante.
  2. Interessante ver uma arma bastante potente como uma shotgun no game. Mas provavelmente deve ser a mais forte do jogo. Nada de bazookas, lança-foguetes, lança-granadas, etc. O espaço é fechado demais para ter armas desse porte.
  3. É bom ver que voltaram com os save games em locais específicos. Já é um ponto positivo.
  4. Também é legal ter itens em caixas. Lembra principalmente RE4.
  5. Ervas e combinação de ervas. Mais um ponto positivo.
  6. Um inimigo que lembra bastante o Nemesis, se ele perseguir o jogador durante o game. Estou mais curioso para saber o que há por trás disso e o que o tornou assim. Mais um vírus e organização secreta por trás?
  7. Whatever.
  8. Whatever (?).
  9. Me parece que mais uma vez estão tentando recriar o Regenerator (como fizeram em quase todos os jogos posteriores ao RE4). A CAPCOM não tem mais criatividade?
  10. Só jogando o game para entender esse. Mas, já fico feliz que não foi um jumpscare (rosto deformado da velha/rosto demoníaco, etc).


Os teasers me deram um pouco de luz, mas ainda estou pessimista quanto ao game.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

3 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Dom Jan 15 2017, 16:45

Luckwearer

@Josh escreveu:De início, fiquei um pouco decepcionado pela mudança extrema de estilo de jogo. Tenho quase certeza que a CAPCOM entendeu errado o que é "voltar ao terror". Porque o terror de Resident Evil sempre foi ligado à sobrevivência e não à cenários ambientados em preparação a jumpscares.

Mas, estou julgando só pelo que vi da demo. O jogo final pode ser diferente, melhor e mais semelhante às raízes da franquia, apesar de eu não estar muito confiante nisso.

As coisas que mais me incomodaram, além do estilo do jogo em si, foram as seguintes:


  • Jumpscares desnecessários. Isso faz parte da ambientação, colocar sons estranhos e tudo mais, beleza. Mas colocar manequins caindo do nada? Em Resident Evil?
  • O terror psicológico nunca foi o foco de Resident Evil. O primeiro game foi o que influenciou Silent Hill, que é focado nisso. Mas RE sempre se tratou de sobrevivência, de procurar itens, resolver enigmas, fugir ou matar inimigos para não atrapalharem, de pensar bastante para poder resolver os problemas. Causar medo, sustos e repulsa se distancia até mesmo de Silent Hill (como ocorreu com Silent Hills, que felizmente foi cancelado).
  • Coisas sobrenaturais. A CAPCOM já falou que não vai ter, mas eu não duvido não.


Stanley


  • Você tá exagerando um pouco, meu caro amigo. Nem na demo o jogo se resumia em jumpscares, teve no máximo uns dois, bicho, o manequim batendo contra parede num corredor e o bebê caindo do teto, duvido que tenham coisas assim no jogo oficial, mas esses jumpscares são normais em qualquer jogo, assim como eram nos RE originais. Zumbi e cachorro pulando de janela é um bom exemplo disso.
  • Isso nem me estendo, porque o próprio produtor do jogo diz em toda entrevista que o jogo é basicamente tudo que você falou de RE. Demo só foi uma amostra minúscula pra ver como tá o clima do jogo e as mecânicas.
  • Disseram que não vai ter, mas também sinto que vai ter, aquela garotinha do trailer que botei no tópico e toda aquela explosão vindo atrás dela, sei lá, bicho, vamos ter que esperar pra ver a explicação. Mas a princípio, o mesmo produtor diz que é o mesmo universo, enquanto tá rolando essa história nesse lugar, em outros lugares o Leon, Chris, Jill, etc tão fazendo as coisas deles, e consequentemente as coisas do jogo se encaixam nesse universo, então eu acho que só vai ser outra arma da Umbrella mesmo ou algum erro. To muito curioso pra descobrir o motivo da Umbrella deixar essa família de boas ali, quando claramente foram eles que os fizeram.



@Josh escreveu:
Enfim, o jogo pode ser muito bom, não nego, mas um péssimo Resident Evil. Talvez, em história, seja melhor que os 3 últimos numéricos, pelo menos. Supondo que irá tratar de bioterrorismo.

O que eu vejo agora é que RE parou de revolucionar e agora está usando elementos que fazem sucesso para poder se manter no mercado. Eu não vejo problema nisso, mas o problema é que se inspiram demais em outros jogos e pouco nos RE's anteriores.

Não entendi você reclamar que a franquia não revoluciona mais, mas não quer sair da área de conforto. E não sei onde cê tá vendo que tão se inspirando demais em outros jogos, que outros jogos, bicho? Outlast não tem nada ver com o que mostraram até agora, só dizem que o jogo parece com Silent Hills pelo mesmo esquema de upar uma demo porque de resto não tem nada ver e eu que geralmente costumo acompanhar os jogos de terror lançados no mercado, posso te dizer que depois de séculos, esse RE7 tá sendo uma puta novidade, porque é o único que vamos poder lutar, nos proteger, sobreviver de fato, ao invés de só correr e se esconder.


@Josh escreveu:Sobre os teasers:

  1. O primeiro me lembrou o primeiro Silent Hill, que tem uma cena semelhante.
  2. Interessante ver uma arma bastante potente como uma shotgun no game. Mas provavelmente deve ser a mais forte do jogo. Nada de bazookas, lança-foguetes, lança-granadas, etc. O espaço é fechado demais para ter armas desse porte.
  3. É bom ver que voltaram com os save games em locais específicos. Já é um ponto positivo.
  4. Também é legal ter itens em caixas. Lembra principalmente RE4.
  5. Ervas e combinação de ervas. Mais um ponto positivo.
  6. Um inimigo que lembra bastante o Nemesis, se ele perseguir o jogador durante o game. Estou mais curioso para saber o que há por trás disso e o que o tornou assim. Mais um vírus e organização secreta por trás?
  7. Whatever.
  8. Whatever (?).
  9. Me parece que mais uma vez estão tentando recriar o Regenerator (como fizeram em quase todos os jogos posteriores ao RE4). A CAPCOM não tem mais criatividade?
  10. Só jogando o game para entender esse. Mas, já fico feliz que não foi um jumpscare (rosto deformado da velha/rosto demoníaco, etc).



  1. Super curioso pra explicação sobre esses telefonemas.
  2. Já confirmaram que vão ter armas como a clássica Magnum, um lança-granadas, um lança-chamas se não to enganado, entre muitas outras. Isso porque o jogo não vai só se passar na mansão, bicho, já disseram que vão ter várias outra localidades como o pântano, uma fabrica, uma área de trailers, etc. E mesmo que só se passasse nela, seria um esquema parecido com RE1, que tinham lugares mais abertos tanto no subterrâneo, dentro da casa e em volta.
  3. Se eu não to enganado falaram que vai ter uma pika te esperando se você ficar salvando toda hora.
  4. Pois é.
  5. Achei a animação mó daora.
  6. Na demo tem uma foto da Umbrella numa das mesas, tudo indica que são experimentos dela mesmo, agora a questão é saber como e porque foram deixados ali, pra fazer o que quiser. Minha impressão é que esse jogo vai ser um primeiro passo pra um novo vírus ou um novo arco que vai crescer muito, talvez de jeito parecido com RE1 pro 2 que foi de uma mansão pra uma cidade inteira. E outra, não vai ser só o Jack como Nemesis 2.0, parece que vamos ter que enfrentar todos membros da família, cada um com suas mecânicas e pontos fracos, acho isso muito foda.
  7. Whatever nada, bicho. Porra, isso é dos primeiros RE, caralho, que você precisava checar os itens pra descobrir algo, só que agora de forma atualizada e muito mais foda, porra achei muito daora você botando a caixinha de cabeça pra baixo e uma parada caindo dentro, achei a física muito foda.
  8. Também não faço ideia do que é isso.
  9. Como se esse fosse ser o único inimigo do jogo, né.
  10. Super curioso pra essa velha aí, vamos ver, né.


Eu to super empolgado pro jogo, talvez não seja uma revolução gráfica ou qualquer porra assim, e na verdade até prefiro que não seja, por mim sendo um ótimo game, tá valendo.

Mas então bicho, me diz, o que é Resident Evil pra você? Porque eu vejo muita gente falando isso, que não vai ser RE, mas você parece não ligar pra câmera em primeira pessoa, então não entendo.


  1. O jogo vai ter inúmeros inimigos, já confirmaram isso.
  2. Como eu já disse, inúmeras armas desde normais à apelonas.
  3. O protagonista é um cara normal exatamente pros inimigos voltarem a ser um perigo real.
  4. A munição obviamente vai ser menor.
  5. Trouxeram de volta outro elemento clássico de RE que é aqueles sinais de vida, só que novamente de forma atualizada, pelo reloginho.
  6. Aquele vídeo da bola amarela tem um dos puzzles do jogo, que é bem simples, mas já afirmaram que vão ter de diferentes dificuldades. E também afirmaram que teremos que andar e voltar toda hora, pra um mesmo local, mais uma coisa de RE que trouxeram de volta.
  7. Ou seja, survivor horror voltou.
  8. A história não mostraram nada mais que uma sinopse e por isso to amando esse marketing, vai ser tudo uma surpresa.


Enfim, aí resta me responder, bicho, porque fora isso, não faço ideia o que é RE, então.





Ver perfil do usuário

4 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Dom Jan 15 2017, 19:19

Josh

@Luckwearer escreveu:
Stanley

  • Você tá exagerando um pouco, meu caro amigo. Nem na demo o jogo se resumia em jumpscares, teve no máximo uns dois, bicho, o manequim batendo contra parede num corredor e o bebê caindo do teto, duvido que tenham coisas assim no jogo oficial, mas esses jumpscares são normais em qualquer jogo, assim como eram nos RE originais. Zumbi e cachorro pulando de janela é um bom exemplo disso.
  • Isso nem me estendo, porque o próprio produtor do jogo diz em toda entrevista que o jogo é basicamente tudo que você falou de RE. Demo só foi uma amostra minúscula pra ver como tá o clima do jogo e as mecânicas.
  • Disseram que não vai ter, mas também sinto que vai ter, aquela garotinha do trailer que botei no tópico e toda aquela explosão vindo atrás dela, sei lá, bicho, vamos ter que esperar pra ver a explicação. Mas a princípio, o mesmo produtor diz que é o mesmo universo, enquanto tá rolando essa história nesse lugar, em outros lugares o Leon, Chris, Jill, etc tão fazendo as coisas deles, e consequentemente as coisas do jogo se encaixam nesse universo, então eu acho que só vai ser outra arma da Umbrella mesmo ou algum erro. To muito curioso pra descobrir o motivo da Umbrella deixar essa família de boas ali, quando claramente foram eles que os fizeram.


  • Me referia mais à ambientação jumpscare, que meio que "prepara" você para os sustos. Em RE sempre houveram esses sustos, mas não eram em vão. O desses cachorros, por exemplo, era um susto e tensão contínua ao mesmo tempo, porque você iria ter que enfrentar eles depois. Ou o Nemesis aparecendo do nada, que além de susto era tenso para o jogador ter que enfrentar ele. Já no caso da demo, pelo menos, todos os sustos ambientais eu considero desnecessários. Os finais, tanto da fita quanto o da demo, foram os únicos sustos que foram realmente relevantes para o jogo. Estou com a esperança de que, se houver jumpscare, seja nesse modelo.
  • Sim, percebi isso mais ou menos pelos teasers. Se se focarem nisso, pode ficar um pouco semelhante ao RE1, principalmente o remake.
  • Se houver toda uma explicação relacionada ao bioterrorismo, pode ser bastante interessante. Por isso, estou mais curioso para saber da história por trás do que pelo jogo em si.

@Luckwearer escreveu:

Não entendi você reclamar que a franquia não revoluciona mais, mas não quer sair da área de conforto. E não sei onde cê tá vendo que tão se inspirando demais em outros jogos, que outros jogos, bicho? Outlast não tem nada ver com o que mostraram até agora, só dizem que o jogo parece com Silent Hills pelo mesmo esquema de upar uma demo porque de resto não tem nada ver e eu que geralmente costumo acompanhar os jogos de terror lançados no mercado, posso te dizer que depois de séculos, esse RE7 tá sendo uma puta novidade, porque é o único que vamos poder lutar, nos proteger, sobreviver de fato, ao invés de só correr e se esconder.


Falei isso mais baseado na demo. Li poucas informações do jogo e só fui ver esses teasers hoje.

A CAPCOM tenta se adaptar ao mercado. Percebeu que games de terror estavam tendo bastante sucesso, gostaram de Silent Hills e outros do gênero, aproveitaram que os fãs queriam a volta do "horror" e misturaram os dois.

O jogo não tem elementos que é uma cópia descarada de nenhum, mas pegou sutilmente detalhes de cada um. Como a história de SH2, que é sobre um homem que recebe uma carta de sua falecida esposa. Isso deve lembrar algo de RE7. A demo lembra a demo de Silent Hills, mas suponho que o jogo final tenha poucas semelhanças. Vi pouco de Outlast, então não sei dizer se é semelhante. 

Não é como se eu quisesse que os REs sempre fossem os mesmos. Porque, por exemplo, os Outbreaks tem a mesma mecânica/ambientação dos REs antigos, mas trouxeram muita coisa nova, como por exemplo o modo online, que infelizmente na época não rendeu tanto por ser exclusivo do PS2. Mudanças sempre são bem-vindas, se são para melhorar o que já é bom ou trazer algo novo que pode tornar a experiência de sobrevivência ao terror ainda melhor.

O interessante do RE7 é adaptar algumas mecânicas dos games antigos com a modernidade atual. Se a sobrevivência e o terror forem equilibrados, e o terror não se sobrepor, pode ser um marco na franquia mesmo.

@Luckwearer escreveu:

  1. Super curioso pra explicação sobre esses telefonemas.
  2. Já confirmaram que vão ter armas como a clássica Magnum, um lança-granadas, um lança-chamas se não to enganado, entre muitas outras. Isso porque o jogo não vai só se passar na mansão, bicho, já disseram que vão ter várias outra localidades como o pântano, uma fabrica, uma área de trailers, etc. E mesmo que só se passasse nela, seria um esquema parecido com RE1, que tinham lugares mais abertos tanto no subterrâneo, dentro da casa e em volta.
  3. Se eu não to enganado falaram que vai ter uma pika te esperando se você ficar salvando toda hora.
  4. Pois é.
  5. Achei a animação mó daora.
  6. Na demo tem uma foto da Umbrella numa das mesas, tudo indica que são experimentos dela mesmo, agora a questão é saber como e porque foram deixados ali, pra fazer o que quiser. Minha impressão é que esse jogo vai ser um primeiro passo pra um novo vírus ou um novo arco que vai crescer muito, talvez de jeito parecido com RE1 pro 2 que foi de uma mansão pra uma cidade inteira. E outra, não vai ser só o Jack como Nemesis 2.0, parece que vamos ter que enfrentar todos membros da família, cada um com suas mecânicas e pontos fracos, acho isso muito foda.
  7. Whatever nada, bicho. Porra, isso é dos primeiros RE, caralho, que você precisava checar os itens pra descobrir algo, só que agora de forma atualizada e muito mais foda, porra achei muito daora você botando a caixinha de cabeça pra baixo e uma parada caindo dentro, achei a física muito foda.
  8. Também não faço ideia do que é isso.
  9. Como se esse fosse ser o único inimigo do jogo, né.
  10. Super curioso pra essa velha aí, vamos ver, né.



  1. Ouvi falar que os telefonemas são de alguém que ajuda o jogador durante o game. Talvez ele dê umas dicas, informações ou coisas do tipo.
  2. Prestando atenção nos teasers, percebi umas áreas mais abertas. Gosto da ambientação externa, principalmente de dia, e com esses gráficos então, ah...
  3. De que tipo? Nos REs antigos, ou você precisaria de itens para salvar, ou a "punição" por salvar demais estava no ranking ao zerar o game, que pode influenciar na liberação de algum extra.
  4. .
  5. .
  6. Seria maneiro se no RE8 se passasse em uma cidade inteira ou em um local maior, como uma consequência dos eventos desse game. O Jack parece ser o principal perseguidor, mas a velha lá é a que parece causar mais tensão. Estou curioso para ver os combates com ela.
  7. Achei interessante movimentar para ver se tem algo dentro. Espero que a examinação seja mais complexa em outros itens e não se resuma em só girar.
  8. .
  9. O que reclamo é de sempre quererem reproduzir o Regenerator toda hora. Fica meio saturado em todo game ter um bicho semelhante apenas pelo motivo de querer trazer a "tensão do Regenerator" de volta. Inimigos repetitivos nos outros games sempre tinham uma razão no enredo, como os próprios zumbis, lickers, hunter, etc. O Regenerator era para ser um inimigo único. É um dos meus favoritos, mas já chega de ver um genérico em todo game posterior.
  10. .




@Luckwearer escreveu:

Eu to super empolgado pro jogo, talvez não seja uma revolução gráfica ou qualquer porra assim, e na verdade até prefiro que não seja, por mim sendo um ótimo game, tá valendo.

Mas então bicho, me diz, o que é Resident Evil pra você? Porque eu vejo muita gente falando isso, que não vai ser RE, mas você parece não ligar pra câmera em primeira pessoa, então não entendo.


  1. O jogo vai ter inúmeros inimigos, já confirmaram isso.
  2. Como eu já disse, inúmeras armas desde normais à apelonas.
  3. O protagonista é um cara normal exatamente pros inimigos voltarem a ser um perigo real.
  4. A munição obviamente vai ser menor.
  5. Trouxeram de volta outro elemento clássico de RE que é aqueles sinais de vida, só que novamente de forma atualizada, pelo reloginho.
  6. Aquele vídeo da bola amarela tem um dos puzzles do jogo, que é bem simples, mas já afirmaram que vão ter de diferentes dificuldades. E também afirmaram que teremos que andar e voltar toda hora, pra um mesmo local, mais uma coisa de RE que trouxeram de volta.
  7. Ou seja, survivor horror voltou.
  8. A história não mostraram nada mais que uma sinopse e por isso to amando esse marketing, vai ser tudo uma surpresa.


Enfim, aí resta me responder, bicho, porque fora isso, não faço ideia o que é RE, então.

Que vai ser um ótimo game eu não duvido. Eu também gostaria de jogá-lo, mas vendo ele como um isolado.

Resident Evil para mim é uma mistura de survival horror bem equilibrado entre sobrevivência e terror, junto com uma história relacionada ao bioterrorismo, basicamente. O sistema de exploração, as armas, as ervas, os puzzles, dificuldade um pouco elevada que faz com que o jogador tenha que pensar bem para passar nas fases, tentar não ser perder vida e economizar munição fazem parte da mecânica e complementam bastante.

Quando não havia mais nenhuma informação e vi somente a demo, isso já quebra quase 100% do conceito. Juntando as informações novas, o jogo felizmente conseguiu suficiente para ser considerado um RE, e dependendo do resultado final, pode ser até mais RE que os últimos três numerados.

Tem bastante elementos clássicos: http://residentevil.com.br/artigos/os-elementos-classicos-presentes-em-resident-evil-7

Meu problema com o game é mais em relação ao equilíbrio entre survival e horror, e a história. O RE 3.5, por exemplo, provavelmente teria a mesma mecânica e elementos que os games anteriores, mas estava terror demais e a história muito avulsa à principal.

Falando sobre esses incômodos nesse jogo, vou citar como exemplo o cenário Flashback, do Resident Evil: Outbreak File #2. Ele se passa em um hospital abandonado, durante os acontecimentos em Raccoon City. Como o RE7, ele também tem inimigos dentro desse hospital, um mistério e coincidentemente um "perseguidor" resistente. Comparando os dois games, você vai perceber que a grande diferença é que o novo é muito mais sombrio e mais cheio de sustos. O clima, ambientação e como o jogador se sente perante a isso tudo são bem diferentes. Isso sem citar com o VR, que deve ser ainda mais tenso e assustador.

Sobre a mecânica de sobrevivência, vou ter que esperar o jogo inteiro sair para avaliar. Saber se vai ser bem equilibrado à coleta de itens, exploração, resolução de puzzles, aprofundamento do mistério e combate com os inimigos.

Para concluir, não acho que o jogo não seja RE ou que vai ser um jogo ruim. Falando da mecânica, é mais RE que o 4, 5 e o 6. Agora, sobre a história, vamos ter que ver. Também acho interessante que não estejam mandando muitas informações sobre o enredo, para o jogador ser surpreendido.

Enfim, é esperar para ver, já que a demo supostamente não tem muito a ver com o principal e deram poucas informações.

Ah, antes de finalizar este pequeno post, gostaria de citar que gostei do fato que as gravações em fita são jogáveis, quase como uns files interativos. Acrescenta muito mais imersão ao game e é muito mais legal do que simplesmente ver o vídeo ou ler umas 2 mil palavras.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

5 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Ter Jan 17 2017, 16:26

Luckwearer

@Josh escreveu:

  • Me referia mais à ambientação jumpscare, que meio que "prepara" você para os sustos. Em RE sempre houveram esses sustos, mas não eram em vão. O desses cachorros, por exemplo, era um susto e tensão contínua ao mesmo tempo, porque você iria ter que enfrentar eles depois. Ou o Nemesis aparecendo do nada, que além de susto era tenso para o jogador ter que enfrentar ele. Já no caso da demo, pelo menos, todos os sustos ambientais eu considero desnecessários. Os finais, tanto da fita quanto o da demo, foram os únicos sustos que foram realmente relevantes para o jogo. Estou com a esperança de que, se houver jumpscare, seja nesse modelo.
  • Sim, percebi isso mais ou menos pelos teasers. Se se focarem nisso, pode ficar um pouco semelhante ao RE1, principalmente o remake.
  • Se houver toda uma explicação relacionada ao bioterrorismo, pode ser bastante interessante. Por isso, estou mais curioso para saber da história por trás do que pelo jogo em si.



  • Novamente repetindo, os únicos sustos ambientais foram os dois que citei, que não foram grande coisa e se ter isso, uma vez ou outra, no jogo, pra mim vai incomodar muito pouco, apesar de eu crer que com inimigos pelo cenário e a própria família te perseguindo, não vá ter necessidade disso, porque diferente do jogo, a demo é só você, a casa e só.


@Josh escreveu:
Falei isso mais baseado na demo. Li poucas informações do jogo e só fui ver esses teasers hoje.

A CAPCOM tenta se adaptar ao mercado. Percebeu que games de terror estavam tendo bastante sucesso, gostaram de Silent Hills e outros do gênero, aproveitaram que os fãs queriam a volta do "horror" e misturaram os dois.

O jogo não tem elementos que é uma cópia descarada de nenhum, mas pegou sutilmente detalhes de cada um. Como a história de SH2, que é sobre um homem que recebe uma carta de sua falecida esposa. Isso deve lembrar algo de RE7. A demo lembra a demo de Silent Hills, mas suponho que o jogo final tenha poucas semelhanças. Vi pouco de Outlast, então não sei dizer se é semelhante. 

Não é como se eu quisesse que os REs sempre fossem os mesmos. Porque, por exemplo, os Outbreaks tem a mesma mecânica/ambientação dos REs antigos, mas trouxeram muita coisa nova, como por exemplo o modo online, que infelizmente na época não rendeu tanto por ser exclusivo do PS2. Mudanças sempre são bem-vindas, se são para melhorar o que já é bom ou trazer algo novo que pode tornar a experiência de sobrevivência ao terror ainda melhor.

O interessante do RE7 é adaptar algumas mecânicas dos games antigos com a modernidade atual. Se a sobrevivência e o terror forem equilibrados, e o terror não se sobrepor, pode ser um marco na franquia mesmo.

Fora eles se baseando na ideia foda de fazer uma demo nada ver com o jogo final, apenas dando uma amostra do clima e coisas do tipo, pra atiçar a galera, o que deu super certo, virou uma febre, acho que mais do que Silent Hills, de resto não vejo comparação com nenhum outro jogo.

@Josh escreveu:

  1. Ouvi falar que os telefonemas são de alguém que ajuda o jogador durante o game. Talvez ele dê umas dicas, informações ou coisas do tipo.
  2. Prestando atenção nos teasers, percebi umas áreas mais abertas. Gosto da ambientação externa, principalmente de dia, e com esses gráficos então, ah...
  3. De que tipo? Nos REs antigos, ou você precisaria de itens para salvar, ou a "punição" por salvar demais estava no ranking ao zerar o game, que pode influenciar na liberação de algum extra.
  4. .
  5. .
  6. Seria maneiro se no RE8 se passasse em uma cidade inteira ou em um local maior, como uma consequência dos eventos desse game. O Jack parece ser o principal perseguidor, mas a velha lá é a que parece causar mais tensão. Estou curioso para ver os combates com ela.
  7. Achei interessante movimentar para ver se tem algo dentro. Espero que a examinação seja mais complexa em outros itens e não se resuma em só girar.
  8. .
  9. O que reclamo é de sempre quererem reproduzir o Regenerator toda hora. Fica meio saturado em todo game ter um bicho semelhante apenas pelo motivo de querer trazer a "tensão do Regenerator" de volta. Inimigos repetitivos nos outros games sempre tinham uma razão no enredo, como os próprios zumbis, lickers, hunter, etc. O Regenerator era para ser um inimigo único. É um dos meus favoritos, mas já chega de ver um genérico em todo game posterior.
  10. .



  1. Isso é bizarro pra caralho, porque a menos que a pessoa do outro lado do telefone seja um vidente pra adivinhar quando ligar, vão ter que dar uma explicação muito boa.
  2. .
  3. Só disseram que vão ter consequências, não especificaram.
  4. .
  5. .
  6. Porra, esses gráficos + essa jogabilidade que parece estar muito boa + inimigos por um cenário bem aberto = 10/10
  7. Também espero, esses detalhes são muito legais.
  8. .
  9. Ah, bicho, aí é o público que manda. Não vi ninguém se incomodando com isso, na verdade vi todo mundo excitado e cagado. Mas é bem esperto deles, Regenerator é foda, usar uma cópia dele pra vender que o jogo tem inimigos e ação sim, mas sem mostrar nenhum inimigo importante que querem esconder, funciona bastante.
  10. .


@Josh escreveu:
Que vai ser um ótimo game eu não duvido. Eu também gostaria de jogá-lo, mas vendo ele como um isolado.

Resident Evil para mim é uma mistura de survival horror bem equilibrado entre sobrevivência e terror, junto com uma história relacionada ao bioterrorismo, basicamente. O sistema de exploração, as armas, as ervas, os puzzles, dificuldade um pouco elevada que faz com que o jogador tenha que pensar bem para passar nas fases, tentar não ser perder vida e economizar munição fazem parte da mecânica e complementam bastante.

Quando não havia mais nenhuma informação e vi somente a demo, isso já quebra quase 100% do conceito. Juntando as informações novas, o jogo felizmente conseguiu suficiente para ser considerado um RE, e dependendo do resultado final, pode ser até mais RE que os últimos três numerados.

Tem bastante elementos clássicos: http://residentevil.com.br/artigos/os-elementos-classicos-presentes-em-resident-evil-7

Meu problema com o game é mais em relação ao equilíbrio entre survival e horror, e a história. O RE 3.5, por exemplo, provavelmente teria a mesma mecânica e elementos que os games anteriores, mas estava terror demais e a história muito avulsa à principal.

Falando sobre esses incômodos nesse jogo, vou citar como exemplo o cenário Flashback, do Resident Evil: Outbreak File #2. Ele se passa em um hospital abandonado, durante os acontecimentos em Raccoon City. Como o RE7, ele também tem inimigos dentro desse hospital, um mistério e coincidentemente um "perseguidor" resistente. Comparando os dois games, você vai perceber que a grande diferença é que o novo é muito mais sombrio e mais cheio de sustos. O clima, ambientação e como o jogador se sente perante a isso tudo são bem diferentes. Isso sem citar com o VR, que deve ser ainda mais tenso e assustador.

Sobre a mecânica de sobrevivência, vou ter que esperar o jogo inteiro sair para avaliar. Saber se vai ser bem equilibrado à coleta de itens, exploração, resolução de puzzles, aprofundamento do mistério e combate com os inimigos.

Para concluir, não acho que o jogo não seja RE ou que vai ser um jogo ruim. Falando da mecânica, é mais RE que o 4, 5 e o 6. Agora, sobre a história, vamos ter que ver. Também acho interessante que não estejam mandando muitas informações sobre o enredo, para o jogador ser surpreendido.

Enfim, é esperar para ver, já que a demo supostamente não tem muito a ver com o principal e deram poucas informações.

Ah, antes de finalizar este pequeno post, gostaria de citar que gostei do fato que as gravações em fita são jogáveis, quase como uns files interativos. Acrescenta muito mais imersão ao game e é muito mais legal do que simplesmente ver o vídeo ou ler umas 2 mil palavras.

Basicamente entramos num consenso e deu a entender que se RE fosse dividido em duas coisas pra ser considerado um: mecânicas e história, uma parte parece estar de acordo, podendo dar muito certo pra você se não exagerarem no terror, e então resta a história, que só veremos no jogo em si mesmo.



Mas enfim, o marketing tá excelente, eles tão prometendo algo muito bom, como por exemplo essa vela com cheiro de sangue e madeira velha pra entrar mais no jogo, imagino como deve ser foda isso junto dum óculos VR, puta merda, como eu queria ter essa experiência. Se cumprirem as expectativas, esse jogo vai ser um marco.





Ver perfil do usuário

6 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Sab Jun 10 2017, 17:40

Josh

Eu esperava pouco do jogo, como se pode ver pelos meus posts anteriores, mas me surpreendi quando vi o game. Não joguei, porque infelizmente não tenho PS4 e nem um PC que rode, mas vi alguns gameplays e apenas por eles já tive uma boa experiência.

O game realmente mistura inovações com aspectos dos antigos Resident Evil. Gostei da mecânica e do gameplay (e olha que eu estava apenas observando). Tem quase o mesmo impacto de revolução da série quanto o RE4 teve. Porém, dessa vez, pode trazer mudanças para melhor nos próximos games.

O que mais gostei do enredo foi todo o mistério que conseguiram desenvolver. Você se sente como o protagonista, sem entender nada, até que a história vai se revelando aos poucos e você começa a entender o que estava acontecendo de verdade.

As únicas coisas que me incomodaram no game foram essas:

Spoiler:

- Mistério desnecessário sobre o rosto do Ethan, chegando ao ponto de não haver reflexos no jogo por conta disso;
- Pouca variação de inimigos. Essa eu até entendo por causa do enredo, mas poderiam ter feito uma forcinha e colocado mais alguns;
- Talvez por estar apenas observando e não jogando, mas depois do Jack, nenhum das batalhas contra bosses achei interessante. A da Marguerite chega a ser patética e monótona por causa da I.A. burra (nos gameplays que vi);
- O final alternativo é bem ruim. Você salva a Zoe para ela morrer cinco segundos depois, sua mulher morrer, etc. Tudo bem que escolher a Zoe não é uma das melhores escolhas, mas poderia ter feito um final mais interessante, como Silent Hill e outros jogos do gênero fazem. Esse final alternativo é totalmente descartável;
- DLCs, DLCs, DLCs. Chega a ser utópico pensar que RE7 poderia vir realmente completo, com alguns extras complementando a história e depois era só esperar o RE8 com uma história nova. E pior, DLCs pagas. Por que tão mercenária, CAPCOM?
- Praticamente vira action horror perto do final, com grandes quebras de clima.

Enfim, não sei bem o que esperar de um RE8 depois daquele final. Só depois que sair a DLC Not A Hero que vai ser possível compreender de verdade o que a CAPCOM está querendo fazer dessa vez.

No geral, o jogo foi muito bom e eu daria uma nota 8.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

7 Re: Resident Evil 7: Biohazard em Sab Jun 10 2017, 18:22

Luckwearer

Pela primeira vez depois de muito tempo, algo ultrapassa minhas expectativas que estavam MUITO altas como nota-se pelos meus posts nesse tópico. Amei o jogo, acho ele muito bom, tem seus defeitos e etc, como todo jogo, mas eu realmente gostei muito do jogo. As mecânicas são uma mistura de pequenas inovações com uma releitura dos clássicos, mas que o mais importante é o fato de ser muito gostoso de jogar e ironicamente inovador atualmente, porque são raros os jogos de terror que podemos lutar contra os inimigos, ainda mais com todo esse survivor horror de gerenciar itens e etc.

O enredo e todo mistério dele foi muito bem guardado pela Capcom (que parabéns pra ela, guardou muito bem o jogo... até chegar o trailer de lançamento que compensa todos meses de segredo, graças a deus não vi essa merda antes de jogar o jogo), ela é muito bem desenvolvida e aos poucos vai se revelando a história, seja mostrando na sua cara ou por documentos, o que é maneiro pra caramba, gosto muito da sutileza em coisas como:

Spoiler:

Por mais óbvio que seja, teve gente que não notou, mas coisas como o Ethan ter a perna arrancada e colocar de volta com água mágica não é apenas por ser um video-game, ele tava infectado e etc, coisa que nunca é dita claramente durante o jogo.

Eu zerei três vezes. Primeiro no normal, que fui super cabaço já que foi a primeira vez jogando, levei 12 horas pra terminar. Segunda no fácil, onde zerei em 3 horas e meia pra pegar os itens especiais. A terceira vez foi no Madhouse, levei 6 horas acho, sei lá, é muito maneiro que eles mudaram algumas coisas nesse modo, não apenas aumentaram o dano e o HP dos chefes, mas acabou que deu na mesma as fitinhas que serviam de ink ribbons, se tu for economista que nem eu, tu nunca vai ter problema com elas, porra zerei com 10 ou 8 sobrando.

Os personagens no geral achei bem daoras, o Jack é um homão da porra, cara carismático da porra. A boss battle da Marguerite, ela me atacou pra caralho, eu olhava pra trás a filha da puta se jogava em cima de mim, gastei toda minha munição nela e a fdp n morria, matei ela na faca, teve até uma hr num dos meus outros zeramentos q fui ver se ela era burra msm e n fazia nd, a fdp pulou direto da parede pra mim, me deu um puta dano, o Ethan levantou todo lerdão e ela me acertou dnv '-'. A Zoe pra mim não cheira, nem fede, o Lucas é o ????? do jogo, mas creio que volte futuramente e a Mia eu quero que se foda.

Vi muita gente reclamando sobre o Ethan, mas revendo todo Remake, os personagens originais não eram tão ponto de referência assim não bicho kkk, mas beleza, nostalgia é uma parada foda. Mas enfim, pra mim o cara falou bastante, obviamente ele poderia ter mostrado mais terror, mas novamente, se você pegar o RE1, os personagens mal mostram medo, apenas em uma ou duas cutscenes, se bobear eu creio que o Ethan mostre até mais. Eu gostei do cara, ele faz uns comentários bem engraçados e ironicos, que me lembra bastante o Chris RE1 e o Leon.

@Josh escreveu:
As únicas coisas que me incomodaram no game foram essas:

Spoiler:

- Mistério desnecessário sobre o rosto do Ethan, chegando ao ponto de não haver reflexos no jogo por conta disso;
- Pouca variação de inimigos. Essa eu até entendo por causa do enredo, mas poderiam ter feito uma forcinha e colocado mais alguns;
- Talvez por estar apenas observando e não jogando, mas depois do Jack, nenhum das batalhas contra bosses achei interessante. A da Marguerite chega a ser patética e monótona por causa da I.A. burra (nos gameplays que vi);
- O final alternativo é bem ruim. Você salva a Zoe para ela morrer cinco segundos depois, sua mulher morrer, etc. Tudo bem que escolher a Zoe não é uma das melhores escolhas, mas poderia ter feito um final mais interessante, como Silent Hill e outros jogos do gênero fazem. Esse final alternativo é totalmente descartável;
- DLCs, DLCs, DLCs. Chega a ser utópico pensar que RE7 poderia vir realmente completo, com alguns extras complementando a história e depois era só esperar o RE8 com uma história nova. E pior, DLCs pagas. Por que tão mercenária, CAPCOM?
- Praticamente vira action horror perto do final, com grandes quebras de clima.

Spoiler:
- Achei bem escroto e desnecessário isso também.
- Também entendo, mas dava pra adicionar uns inimigos sim, bicho. O que eu achei mais óbvio de ter numa mansão de redneck que eram cachorros, não teve. Poderiam botar uns bichos, tipo aranha que encaixaria com a Marguerite também... mas não sei se encaixaria com o virus da Eveline, sei lá.
- Eu gostei das boss battle. A do Jack na garagem foi daora, a penúltima foi foda me empolgou muito, a da Marguerite eu fiquei aterrorizado porque odeio bicho com perna/braço longo me caguei todo e a última do Jack foi sei lá, essa eu não sei o que sentir mesmo, não amei, nem odiei.
A última era pra ser algo mais "cinematografico" mesmo.
- Achei uma merda esse final alternativo também, poderiam ter feito algo melhor, masss...
- Achei uma merda essas DLCs pagas que poderiam muito bem vir com o jogo, DEVERIAM. Mas do Not a Hero, pra mim tanto faz, é de graça mesmo, a diferença é que os caras vão ter um tempo a mais pra trabalhar nela e isso é bom.
- Todo RE vira um "action horror" perto do final, porque é inevitável, depois de horas de jogo aquele primeiro zumbi/mofado já não é tão assustador quando você tem uma fucking grenade launcher. Começam vir em maior quantidade e você começar fuzilar eles, é sempre assim. Mas pra mim, não teve quebra de clima não, na verdade a parte da Mia no navio foi mais assustadora que o resto do jogo e um survivor horror do caralho, pq além de começar zerado com os inimigos que te matam em dois golpes (aqueles lickers 2.0 do caralho) espalhados a cada esquina, quanto você consegue algo, tu tem 8 balas e é isso.

Agora sobre o final do jogo e outras coisas:

Spoiler:
- PORRA PALMAS CAPCOM, VOCÊ CONSEGUIU ALCANÇAR A ORIGINALIDADE AO NÃO MATAR O PROTAGONISTA NO FINAL. Porra, maluco, parabéns mesmo.
- Foi uma sacada foda a explicação das alucinações.
- Achei bizarro a escolha de aparência do Chris, mas vamos ver qualé dele, to curioso e causou altas discussões na internet, o que é muito maneiro.

Enfim, o jogo é do caralho, reviveu a franquia e espero que façam disso pra melhor no 8, que creio seguir a formula da trilogia original e aumentar o nível, indo provavelmente pra uma cidade.





Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum