Fórum para discussão de todo o universo Geek: Seriados, filmes, quadrinhos, livros, games e muito mais.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Geral » Taverna » Interatividade - Jogos & RPGs » RPG » 

#Mesa 003 - Fire and Blood

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 19 ... 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 35]

51 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 20:02

Luckwearer

Josh escreveu:O brutamontes avançava com menos pressa do que seu inimigo anterior, dando um certo suspense na luta. Por um momento, o que portava uma lança sentiu-se grato por ter ganhado tal arma. Kyan estava tão calmo quanto o céu enquanto via o oponente caminhar em sua direção, mas sua velocidade e posição mudaram ligeiramente, fazendo-o correr para o lado onde o homem não segurava o machado e espetando sua arma pontuda na costela do homem. Soltou-a no mesmo instante, repetindo o processo com o braço que segurava o machado e em suas duas pernas. Finalizou-o com uma espetada na cabeça, deixando-o cair ainda com a lança cravada.

Você precisa tirar 18 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9lqcrp + 4


O brutamontes agarrou a lança, surpreendendo tanto o oponente quanto os espectadores que esperavam sua morte pela tática óbvia. Desceu seu machado no pedaço de madeira, partindo-a no meio e jogou o restante com a lâmina no outro lado da arena. Correu em direção à Kyan que tentou defender-se com o pedaço de madeira, mas falhou, o homem dividiu o que tinha em mãos em mais dois pedaços e girou, acertando seu rosto com as costas do gume, derrubando-o no chão. Gritou de entusiasmo, ganhando alguns incentivos da plateia para acabar logo com aquilo, mas ele sabia que independente daquela vitória, seu destino provavelmente seria a forca e pretendia morrer depois de aproveitar-se do que fez melhor na vida: humilhar seus oponentes com suas habilidades.

Kyan estava tonto, sentia que havia quebrado alguns dentes no impacto e cuspiu o sangue que aglomerava-se em sua boca, recebendo a resposta ao ver alguns pedaços no chão. Suspirou e tentou se levantar, mas um pesado pé bateu contra seu estomago, tirando-lhe o ar e fazendo-o rolar no chão, seu inimigo parecia brincar com sua pessoa. Conseguiu erguer-se, mas não portava nenhuma arma, mesmo que fosse bom com suas mãos, não era o suficiente para garantir-se contra alguém de machado. Escutou alguém assoviando e olhou para cima, conseguindo agarrar a clava antes que caísse no chão.

Dwight escreveu:
O homem avançou contra ele rapidamente, socando-lhe a boca e rodopiando à sua volta, provavelmente para compensar a falta de força física. O tyroshi esfregou a língua contra os lábios para sentir o gosto do sangue na boca, engolindo-o. Ainda achava-o merecedor de pena, mas agora sentia uma profunda vontade de lhe surrar. Ao lado, Droenn gritava entusiasmado, incitando os dois a brigarem. Não pode evitar o riso ao avistar o amigo cair de encontro ao chão, por mais deprimente que fosse a situação.

Trocaram alguns murros desajeitados numa luta imbecil, — nenhum golpe se encaixava, com a maioria atingindo o lado do pescoço ou a orelha do oponente, — até que o magrelo acertou uma pancada em seu queixo que o deixou profundamente irritado. Rhaego socou-lhe com força no meio do peito derrubando-o sem ar. Aproximou-se do indivíduo e o prendeu entre o chão e o seu joelho, largando todo o seu peso sobre ele e socando seu nariz mal-concebido com diversas batidas surdas até que o homem conseguisse, em meio a rangidos, lamuriar um quase inaudível "pare".

Você precisa tirar 18 (16 + 2) para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9lqkkq + 4


O magrelo levantou-se do chão xingando bem baixinho, seu nariz estava claramente quebrado, antes reto agora parecia uma curva. Rhaegou riu e esperou o próximo oponente.

O outro rapaz veio, não era tão magrelo quanto o anterior, mas também não parecia um grande oponente.

Você precisa tirar 14 (12 + 2) para desviar.

http://prntscr.com/9lqqod + 3


O rapaz pulou nele tentando acertar vários socos rápidos, não podia negar o quão rápido ele era, mas deixava sua defesa completamente aberta. Rhaegou acertou-lhe um soco no rosto, derrubando-o imediatamente no chão. Os homens em volta riram do combate precoce.

O terceiro oponente adentrou no lugar, era um homem musculoso, extremamente feio, algo que entregava uma aparência um pouco ameaçadora.

Você precisa tirar 16(13 + 3) para desviar.

http://prntscr.com/9lqr05 + 3


Rhaego desviou-se da maioria dos socos, mas alguns eram inevitáveis, o homem além de rápido era muito forte.




Prime: http://prntscr.com/9lqs22
Chris: http://prntscr.com/9lqsgl
Babi: http://prntscr.com/9lqskf

Os três beberam equilibradamente por vários minutos, parecia que nenhum iria sair na frente, mas o jogo virou de repente, Droenn jogou sua bebida longe e vomitou sobre a mesa, sujando o arqueiro que pulou para longe e caiu no chão, estava completamente bêbado, quando tentou se levantar novamente o Stark tentou se desculpar e tropeçou, caindo em cima do pobre loiro, as pessoas em volta riam e zombavam deles loucamente. Talia fitou-os curiosa, continuava bebendo tranquilamente.





Ver perfil do usuário

52 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 20:55

Chris

Os três continuaram a disputa saboreando suas respectivas bebidas. Daven começou a sentir o efeito do hidromel exagerado, mas não quis dizer nada para não perder a competição. Porém, Droenn se mostrou numa situação pior ao vomitar em cima da mesa. O loiro se jogou pra trás para se esquivar mas acabou por sujar-se.

- Mas que merda, Stark?

Tentara se levantar porém o desequilibrado mercenário que havia acabado de vomitar vinha se desculpar e acaba por cair em cima dele.

Vendo que todos estavam rindo e caçoado deles, o loiro se separa rapidamente do Stark e levanta-se cambaleado. Retira a sua blusa vomitada e limpa o pouco que sujara de sua calça, deixando a mostra seu corpo sadio, que havia uma ou outra cicatriz.

Olha forçando as vistas para Talia que continuara a beber, estava bravo por dentro por ter perdido.

- Parabéns, docinho. - falou um pouco ranzinza. - Sabe onde me encontrar para retirar seu prêmio. - completou maliciosamente não perdendo a oportunidade.

Saiu do local cambaleando e encarando com um olhar intimidador para os que lhe olhavam rindo. Dirigiu-se até sua tenda.



Ver perfil do usuário

53 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 22:24

Josh

Infelizmente, as mãos hábeis do homem de trapos negros não tiveram poder suficiente para acertar seu alvo utilizando a arma que lhe foi dada. O robusto prisioneiro partiu sua lança em partes iguais duas vezes, até atingir o rosto de Kyan e desarmá-lo completamente. Não estava esperando por tamanha agilidade do oponente, tendo sido um erro pensar que lhe seria uma desvantagem. O golpe fez com que quebrasse alguns dentes, não muitos a ponto de se preocupar, mas cuspiu muito sangue quando percebeu tal situação.

Caindo no chão, Kyan sentiu que seria a sua morte e todo o progresso feito iria ser jogado no lixo. O seu equilíbrio sentimental não lhe permitira mostrar mais do que um rosto decepcionado e baixo quando o brutamontes chutou seu estômago, fazendo-o rolar com uma dor enorme na região afetada. No entanto, o excesso de confiança e a vontade do inimigo de humilhá-lo tornou possível que o guerreiro quase derrotado levantasse.

Ao ouvir um assovio, mirou seu olhar para cima e percebeu que jogaram-lhe uma clava. Nunca havia usado uma antes, mas não teria dificuldades em usá-la. Segurou-a no ar com a mão direita, sentindo seu peso e encarando o oponente a sua frente. A multidão estava tendo a luta que queria ver, mas já não se importava. Limpou o sangue que ainda restava em sua boca com parte do tecido do braço esquerdo e aguardou silenciosamente e sem movimento o avanço adversário.

Sorrindo, o brutamontes andou em direção a Kyan com a intenção de acertá-lo com o machado em alguma parte do corpo que o guerreiro desconhecia, mas não se importou. Não teve tempo de saber quando juntou sua força na clava para acerta-lhe o braço que segurava a arma afiada, fazendo-o urrar de dor e soltar a arma. Em seguida, golpeou sua cabeça utilizando a mesma pressão anterior, não tardando em aproveitar o momento para derrubá-lo com uma pancada na panturrilha. Por fim, espancou a cara do adversário com sua arma até que sua cabeça fosse desfigurada e não vesse nada além de sangue.

Soltou a arma antes dos mercenários chegarem, afastando-se do corpo e levantando as mãos novamente, sem pressa e de forma suave.



Última edição por Josh em Dom Jan 03 2016, 22:30, editado 1 vez(es)



 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

54 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 22:29

Prime

Quando terminou o que seria seu último gole, encarou a mesa, sentindo algo subindo pelo esôfago. Ali soube que colocaria para fora tudo o que tomou:
─ Eu acho que ─ mal pôde avisar e regurgitou o líquido pardo sobre os pratos, arremessando o caneco para qualquer lugar. A tonteira o impediu de virar-se para não prejudicar ninguém. Daven zangou-se por ter se sujado.
─ Mas que merda, Stark?
Droenn deu uma generosa esfregada com o antebraço sobre a boca para limpá-la.
─ Minhas sinceras desculpas ─ procurou por qualquer trapo na tentativa de ajudar o companheiro mas vacilou ao levantar-se, desabando e levando consigo o loiro, que o afastou com um empurrão, fazendo-o rolar.

Droenn viu-se deitado sobre o gramado, a admirar as pinceladas rosadas que embelezavam o céu daquele entardecer. Uma rajada de risos e zombarias chegaram aos seus ouvidos, mas seus raciocínios estavam lerdos demais para incomodar-lhe. As pernas sequer aguentavam-se no chão e a cabeça rodopiava, impossibilitando-o de rumar para sua tenda. Ao que lhe parecia, Daven tinha partido. Abriu um bocejo largo e buscou uma posição melhor para o cochilo na relva:
─ Boa noite, Talia ─ disse, sem saber se ela o ouviria ou se ainda estava ali.



Última edição por Prime em Seg Jan 04 2016, 01:42, editado 2 vez(es)


Ver perfil do usuário

55 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 22:30

Babi

Viu os dois homens caidos um pouco curiosa, ja que o tanto que beberam só tinha a deixado um pouco mais tonta. Sorriu para a cena em sua frente e terminou de beber o copo de hidromel que segurava.

- Pensei que os homens feitos iam ganhar de mim, uma pobre mulher idefesa - deu uma gargalhada enquanto as pessoas em volta também riam. Observou o loiro se levantando e tirando a camisa suja de vomito do Stark. - Não costumo ir pra cama com perdedores, mas parece que você da pro gasto,arqueiro - disse com um sorriso de divertimento no rosto

- Parabéns, docinho. - falou Daven pouco ranzinza. - Sabe onde me encontrar para retirar seu prêmio. - completou ele indo em direção a sua tenda.

Talia encheu mais um copo de hidromel e virou.

-E você Stark, vai ficar me devendo uma.- Disse ela.

Colocou o copo em cima da mesa e deu de ombros pras pessoas que estavam em volta. Foi andando calmamente para a tenda de Daven. Entrou nos aposentos do homem ja tirando a roupa para o premio.



Ver perfil do usuário

56 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 22:57

Chris

Daven chegou em sua tenda e jogou a vestimenta suja num canto.

- Maldito Stark... - resmungava enquanto removia o resto da roupa.

Viu movimentação na abertura da tenda e para sua surpresa era Talia entrando vindo buscar o seu "prêmio". A mesma vinha já removendo suas peças de roupas e caminhando na direção do loiro.

- Isso foi rápid... - ia dizendo até que a mesma cola seu corpo no dele.

Apressadamente os dois começam a desfrutar dos lábios um do outro, enquanto Daven removia o que restava de roupa da mercenária.

Ambos deitam-se na "cama" da tenda, que nada passa de alguns panos, estando Daven por cima de Talia. Marcas de unhas vão surgindo nas costas do arqueiro, enquanto marcas leves de mordidas no pescoço da mulher.

E naquele momento prazeroso ficam os dois mercenários por algumas horas aproveitando um ao outro.



Ver perfil do usuário

57 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 23:10

Luckwearer

Josh escreveu:Sorrindo, o brutamontes andou em direção a Kyan com a intenção de acertá-lo com o machado em alguma parte do corpo que o guerreiro desconhecia, mas não se importou. Não teve tempo de saber quando juntou sua força na clava para acerta-lhe o braço que segurava a arma afiada, fazendo-o urrar de dor e soltar a arma. Em seguida, golpeou sua cabeça utilizando a mesma pressão anterior, não tardando em aproveitar o momento para derrubá-lo com uma pancada na panturrilha. Por fim, espancou a cara do adversário com sua arma até que sua cabeça fosse desfigurada e não vesse nada além de sangue.

Soltou a arma antes dos mercenários chegarem, afastando-se do corpo e levantando as mãos novamente, sem pressa e de forma suave.

Você precisa tirar 17 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9lsq13 + 4


Afastou-se da cabeça deformada do homem, levantando as mãos para que vissem seu desinteresse em tentar algo. Os mercenários dessa vez levaram-lhe com mais cuidado, ainda empurravam-o como se fosse um idiota, mas sem a violência anterior. Sentou-se novamente, vendos os últimos dois prisioneiros sendo levados para a arena. Diferente de antes, como havia apenas ele e o sobrevivente da batalha atual, apenas agarraram-lhe novamente e o jogaram na arena. Seu próximo oponente não passava de um rapaz esguio, seu rosto seria normal se não fosse a expressão vazia e triste, não havia nada de especial nele, mas se chegara até ali, algo escondia-se naquele padrão todo. Jogaram espadas para os dois, pegaram-a e preparam-se para o combate.





Ver perfil do usuário

58 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 23:38

Josh


Os dois lutadores se encaravam, enquanto cada um segurava sua espada de uma forma. Possuíam expressões parecidas, mas o rapaz esguio estava triste por algum motivo. O céu alaranjado e o vento criava um clima depressivo e vazio, com dois guerreiros que provavelmente não queriam ter que se enfrentar para apenas um deles sair vivo, enquanto os espectadores esperavam algo da batalha.


Kyan parou e lançou seu olhar sobre o inimigo, acenando como um simbolismo de que o melhor vencesse, em uma luta justa, mas não tinha certeza se o jovem havia pegado a ideia. Avançou ao mesmo tempo que o adversário, finalmente começando o combate, com as espadas se encontrando várias vezes em movimentos rápidos. Pareciam estar no mesmo nível, até que o magro quase conseguiu acertar o rosto do homem de trapos negros, criando um pequeno corte na bochecha esquerda de Kyan, insignificante, mas que ainda conseguiu criar uma fina linha de sangue. O rapaz antes triste chutou-o para longe e arriscou um golpe vertical de cima para baixo, facilmente desviado pelo guerreiro que aproveitou a falha para cravar sua espada no peito do oponente.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

59 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 23:52

Luckwearer

Josh escreveu:Kyan parou e lançou seu olhar sobre o inimigo, acenando como um simbolismo de que o melhor vencesse, em uma luta justa, mas não tinha certeza se o jovem havia pegado a ideia. Avançou ao mesmo tempo que o adversário, finalmente começando o combate, com as espadas se encontrando várias vezes em movimentos rápidos. Pareciam estar no mesmo nível, até que o magro quase conseguiu acertar o rosto do homem de trapos negros, criando um pequeno corte na bochecha esquerda de Kyan, insignificante, mas que ainda conseguiu criar uma fina linha de sangue. O rapaz antes triste chutou-o para longe e arriscou um golpe vertical de cima para baixo, facilmente desviado pelo guerreiro que aproveitou a falha para cravar sua espada no peito do oponente.

Você precisa tirar 1 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9lt984 + 4


O combate terminou rapidamente, o jovem pareceu alegre com a visão da espada em seu peito, cuspiu um pouco de sangue no rosto de Kyan e caiu no chão morto, com a lâmina ainda encravada. O vitorioso olhou-lhe com empatia, observando o silêncio da arena.





Ver perfil do usuário

60 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 23:54

Dwight

Desviou-se da maioria dos socos, mas alguns eram inevitáveis, o homem além de rápido era muito forte. Sem dúvidas era o mais forte que enfrentou aquela noite, — cerca de uma cabeça mais alto do que ele, — e ao contrário do primeiro, que também era extremamente feio, isso lhe dava uma aparência intimidadora.

Trocaram diversos murros até que Rhaego levou uma pancada que levou-o ao chão. Segurou um punhado de areia e ao se levantar jogou-a no rosto do oponente, disparando um murro em seu nariz enquanto atordoado. Saltou sobre ele e encaixou um mata-leão, segurando o braço com força em volta de seu pescoço até que a face do oponente ficasse com uma coloração arroxeada, mas o mesmo recusava-se a desistir. Jogou o peso do corpo para frente e agarrou os braços do adversário, prendendo-os atrás de sua cabeça e chocando-a repetidamente contra o chão.
Quando levantou-o, seu rosto estava impresso em sangue no solo.



Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

61 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Dom Jan 03 2016, 23:59

Babi

Despois do ato, ficou com o arqueiro até que ele adormecesse. Levantou-se do conjunto de panos que eles chamavam de cama e foi vestindo suas roupas em silencio para não acordar o homem...não que achasse que aquele bebado iria acordar tão cedo. Em seguida saiu da tenda dele e viu que a festa ainda estava acontecendo. A maioria já estava ou em suas tendas dormindo ou caidos no chão por causa das bebidas. Fracos. Mas ainda havia aqueles de pé, ou comendo ou bebendo.

Talia sempre teve o costume de se juntar a essas pessoas não importava o momento do dia ou o lugar, essas festas e banquetes a deixavam feliz. Para ela isso era provavelmente uma das melhores coisas na companhia de mercenários. Mas dessa vez fez diferente do comum, foi direto pra sua tenda. Estava um pouco cansada da viagem até o local.

Tirou suas botas, pegou a adaga que tinha deixado dentro da tenda e deitou, sentia-se mais segura tendo a arma por perto. Ficou olhando o teto da tenda ate que seus olhos começaram a pesar e ela adormeceu.



Ver perfil do usuário

62 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 15:40

Luckwearer


O contraste da linda manhã onde os raios do sol penetravam nas árvores perfumadas pela brisa era notável sob a vastidão negra que fora lar de inúmeros pássaros durante suas horas azuis, a camada espessa de nuvens escuras alastravam-se por toda região, tampando-os de verem as estrelas, não demoraria para que uma tempestade acontecesse, podiam ouvir trovões próximos de onde localizavam-se, mas os mercenários não ligavam, continuavam festejando e bebendo como nunca. Alguns deles. Serena fitou o desenrolar do torneio com tédio, não conhecia nenhum dos prisioneiros e tão pouco importava-se com seus futuros, mas não pôde negar a surpresa ao ver o homem desanimado sair vivo de toda aquela carnificina. O comandante dos Skullhead levantou-se, revelando o nome de Kyan para o público e pedindo que o aplaudissem, muitos de seus mercenários o fizeram, mas nenhum mão negra pareceu a fim daquilo. No final das contas, agarraram o vitorioso e jogaram-lhe de volta à cela, não o executaram ou jogaram no mundo, apenas estenderam a vida do homem para futuros jogos. As pessoas começaram sair da arena e foi aí que a garota começou a suspeitar daquela situação, os Caveiras e Corvos pareciam ter muito de seus membros bêbados, mas a grande maioria andava normalmente, tropeçando ali e aqui, mas ainda assim mais sóbrios que os mãos negras que esbarravam um nos outros e caiam no chão. Virou-se para trás, tentando encontrar algo que acabasse com aqueles pensamentos que a incomodavam tanto, mas as pessoas que vinham logo atrás estavam na mesma situação.

Com o completar da noite, ocorreria um pequeno banquete na grande tenda feita especialmente para os comandantes. Chamaram-a devido seu pai, mas Desmond teve que ficar para trás mesmo que quisesse acompanhá-la, disse que ficaria bem e que os pratos não a atacariam. Thoren durante todo caminho não parara de falar sobre o futuro dos Bastardos Ligeiros e como voltariam à era de ouro, recebendo tarefas a exaustão e concluindo-as como antigamente, dentre todas essas promessas uma coisa chamou sua atenção, ele falava sobre um traidor que estava a anos em sua companhia e que durante todo esse tempo passava informações para pessoas que infelizmente o Skullhead não conseguira descobrir, ele havia arrancado a linguá antes que a tortura pudesse enlouquece-lo, mas antes gritara que alguém viria atrás de Thoren para matá-lo. Fery perguntou que informações eram essas e o filho de Zarka pareceu pensar no que falar, soltando finalmente que eram algumas missões importantes que poderiam fazer e acabaram nas mãos da maldita Companhia Dourada.

Os quatro foram em direção à enorme mesa que parecia engolir metade do espaço da tenda, cada um sentou-se em seu lugar, Serena e Fery no lado direito e Marga no esquerdo, enquanto Thoren ficava no meio da mesa, de frente à ambos lados. Todos estavam muito próximos um dos outros, os dois comandantes principais alguns centímetros de distância. Serena escutou-lhes conversando, não entrara no meio ou fora chamada, agradecia pela falta de atenção dada à ela, observava as gotas de água começando a colidir com o teto da tenda e várias sombras passeando por fora, pareciam apressadas. Virou-se para eles quando estranhou o interrompimento repentino da conversa, vendo-os pararem para degustar da comida. Marga e Thoren trocaram olhares e perceberam-a os vigiando.

- Serena, não me interprete errado, mas quem diria que aquela garotinha franzina e aventureira se tornaria uma mulher tão atraente - cortejou-lhe o Skullhead. - É verdade que agora você é um membro oficial da Companhia Blackhand?

- Sim, já estava na hora - respondeu, ignorando os elogios. Não tocara na comida, não estava com fome.

- Talvez um dia os Bastardos Ligeiros tenham mais de uma mulher como comandante - disse Marga, sorrindo. Atrás dela surgiu barulhos de coisas caindo, o som era familiar, mas não sabia identificá-lo. - Malditos bêbados, sempre esbarrando em algo.

Notou que um homem parara em frente à tenda, não estava lá antes, mas agora parecia um guarda.

- Fale sobre o vendedor que você pretende negociar o ovo - disse Thoren.

- Ele é um comerciante muito rico, adora colecionar tesouros e daria uma boa fortuna para possuir essa preciosidade que está atrás de você. Não para em um lugar por muito tempo, mas combinamos de nos encontrarmos em regiões próximas de Volantis ou talvez na própria daqui alguns dias.

- Como diabos você conseguiu contatá-lo?

- Simples, toda cidade nesse maldito continente é ocupada por um grupo dele, geralmente os chamam de Exploradores - respondeu Fery, agarrando um pedaço de carne e enfiando na boca.

Serena viu os outros dois comandantes entreolhando-se novamente e seus pelos arrepiaram-se de repente.

- Você sabe que toda minha companhia possuí um forte laço com os nobres de Essos, não é? Várias famílias nos ajudaram, apenas algumas nos ajudam agora. Sempre nos enviaram tarefas e mesmo que não enviem mais, sentem saudades de nossas habilidades, as outras companhias com força semelhante cobram demais ou o contrato é extremamente cansativo, cheio de combinados e outras coisas - enquanto o Skullhead falava, o comandante Blackhand parara de comer, encarando-o com desconfiança. - Entre todas três companhias, a sua é mais impactante na má fama que nos ronda. Vocês não conseguem manter-se em conduta por pelo menos alguns meses, parece que toda semana falham em algo. Sardok!

Virou-se para abertura da tenda, vendo um gigantesco homem entrando, quando o viu parado lá fora sua sombra não era tão grande como aparentava agora. Analisou seu corpo musculoso com temor, não sabia o que esperar depois daquele chamado, principalmente por não possuir nenhuma arma. Apertou a faca que cortava a carne com força, seu coração começara disparar e parecia prestes a entrar em desespero, mas sentiu a mão de Fery cutucando-a nas costelas e voltou sua atenção para ele, entregou-a um sorriso acolhedor e levantou os olhos para o recém chegado.

- Pode começar - disse Thoren, simplesmente. O homenzarrão saiu da tenda sem soltar outra palavra e começou a gritar palavras que ela não conseguiu entender direito.

- O que significa isso? - exclamou Fery, levantando-se. Acompanhou-lhe, distanciando-se da mesa, Marga agora a olhava com aqueles olhos ameaçadores, em pé também.

- Os nobres nos disseram que voltariam a depositar a confiança em nossa companhia se juntássemos os Caveiras e Corvos, tornando apenas uma. Sim, eu pensei: vamos destruir uma divisão que passou décadas assim. Nunca! Mas aí me lembrei que as décadas anteriores nunca haviam enfrentado os bárbaros que enfrentamos três anos atrás, nunca sofreram o que sofremos - continuou seu discurso, ainda sentado em sua cadeira, cortando um pedaço de carne e colocando na boca.

- Você só disse duas - observou Fery, sabendo para onde aquilo iria. - Se você nos quer fora, para que nos encurralar?

Escutou gritos lá fora, parecia que uma guerra iniciara-se fora da tenda, começara escutar espadas colidindo e pessoas berrando ordens para organização, provavelmente os mãos negras tentando sobreviver. Engoliu em seco, preocupada com o que aconteceria ali, tinha uma mal pressentimento e temia que seria seu fim, apertando a faca que utilizara para comer ainda em suas mãos.

- Vocês não aceitariam, e de qualquer jeito as ordens foram claras - levantou-se, com um dos braços ainda em baixo da mesa. - A Companhia Blackhand deverá morrer para que os Bastardos Ligeiros possam voltar à era de ouro - puxou seu arakh de aço valiriano de baixo da mesa e girou em direção à Fery que não pode desviar-se, decepando-o a cabeça.

O mundo silenciou-se para Serena, o jato que cobriu seu rosto de sangue congelou os próximos acontecimentos, viu Marga agarrando uma das facas e flanqueando a mesa, enquanto o maldito Skullhead aproximava-se sujo do homem que acabara de matar. Cerrou os olhos, limpando o rosto e abaixou-se de um golpe da lâmina inimiga, virando-se para parede de pano, enfiando sua faca nela e rasgando-a, sentiu um golpe em suas costas, abrindo uma ferida profunda e gritou de dor, mas já havia pulado para fora. Levantou-se machucada e correu para longe, finalmente descobrindo o que acontecia no acampamento. A Blackhand teve uma das piores visões de sua vida, as duas companhias traidoras pareciam desenvolver seu objetivo com bastante sucesso, eram incontáveis os números de cadáveres de sua família no chão, alguns carregavam armas, mas a grande maioria deitava-se morto com nada, muitos sob suas tendas ou com suas gargantas abertas durante o sono, haviam aproveitado aquele dia para um ataque surpresa.

Procurou alguma espada, encontrando uma enfiada num cadáver, agarrou-a e viu um dos Corvos aproximando-se, esperou que viesse e desviou de sua estocada, decepando-lhe o braço e cortando sua garganta. Deparou-se com o homem de cabelo azul defendendo-se de alguns traidores, olharam-se e ela soltou de imediato:

- Precisamos sair daqui, agora.

- Eu sei, se você tem alguma ideia de como sair desse maldito lugar com uma dúzia de traidores a cada esquina, eu agradeceria se você dissesse agora - respondeu nervoso, matando mais um.

- Podemos fugir para floresta - sugestionou.

Ele pareceu considerar a ideia enquanto ela olhava em volta, notando entre o caos o prisioneiro vitorioso observando a desgraça no seu silêncio costumeiro, solitário nas celas. Defendeu-se de uma mulher com machado e atravessou seu estomago, pegando a arma para si e jogando em direção à cela, assustando o distraído que afastou-se ao ver a arma alguns centímetros longe dele. Ela acenou com a cabeça, agora ambos tinham motivos para matar os outros mercenários e mais um contra aquela grande quantidade não seria algo negativo.




Havia milhares de tonéis espalhados pelo acampamento, todos cheios de vinho e outras bebidas, era o que esperavam. Os traidores foram espertos, enquanto uma parte distraia a pequena porção que não estava completamente bêbada dos mão negra, a grande maioria organizava-se, abrindo os tonéis cheios de armas e adentrando em suas próprias tendas, espalhando adagas e armas piores na distração, até que o homenzarrão Sardak gritou:

- Comecem, mate-os todos! Agora, mate-os!

A chacina começou sob uma tempestade que acabara de iniciar, uma chuva forte que colidia nos homens encharcando-os em segundos enquanto trovões regulares embranqueciam o lugar em alguns milésimos.

Mapa: http://i.imgur.com/HaMbw8G.png

Há muitos inimigos em volta de vocês, mas tirando os vermelho escuro que representam seus inimigos atuais, o restante claro só tá ali pra mostrar como tá a situação, vocês não são os únicos sobreviventes da companhia.

Agora é com vocês, se organizem ou não, escolham fugir ou não, mas façam imediatamente depois de lutarem - ou seja, no mesmo post -, todos estão com pouquíssimo tempo pra ficar brincando. Podem tentar entrar nas suas respectivas tendas e pegar suas armas, pior, proteções como cota de malha e armadura, mas não recomendo...

Talia[Babi]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Espadas curtas e a adaga.

Dois homens abriram a tenda, pretendiam cortar a garganta de quem estivesse ali dentro, mas surpreenderam-se com a visão de uma belíssima mulher. Sorriram, adentrando na cela, já abaixando as calças, mas foram interrompidos quando os olhos dela abriram de repente, levantando-se rapidamente e pulando no mais próximo, encravando sua adaga em seu pescoço, fazendo com que ela e o cadáver levasse o que seguia ao chão, fora da tenda. Antes que ele pudesse se levantar, ela pulou sobre ele também, cravando sua adaga múltiplas vezes.

Viu-se cercada por três homens, cada um deles carregando uma espada, tirando o terceiro que levava uma espada curta.

Droenn[Prime]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Nenhuma.

O Stark deitava-se entre as mesas em um sono profundo. Sonhava com coisas estranhas, coisas que não entendia e no fundo o amedrontavam, não sabia por que. Sonhou com campos de batalha cobertos de sangue, estandartes queimavam e outros afundavam-se em cadáveres. Sonhou com homens esfolados cercando-o. Viu dois homens portando uma linda e extraordinária espada de empunhadura negra com ambos lados formada por um dragão com uma orbe vermelha no centro, um era um gigante e outro um homem normal. Sua última visão, a que acordou-lhe finalmente, num susto e que aterrorizaria suas próximas noites de sono, fora da sala do trono destruída, aberta à uma vastidão branca, o trono de ferro parecia aos pedaços e estava coberto de neve.

Abriu os olhos, confuso, perdido e estranhamente assustado, quis vomitar novamente, mas segurou-se, surpreendeu-se ao ver dois cadáveres em cima dele. Quando finalmente entendeu quem atacava quem e a situação atual, notara que confundiram-lhe com um dos cadáveres. Levantou-se, zonzo, vendo os vários inimigos espalhados. Virou-se para trás, vendo um deles surpreso ao vê-lo em pé, parecia prestes a atacá-lo com sua adaga.

Rhaego[Dwight]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Espada normal.

O ataque começou quando descansava ainda no campo de lama onde brigara com alguns homens. Após conseguir uma espada qualquer, iniciou alguns combates até encontrar-se com Serena.

Os dois preparam-se para lutar com dois inimigos que surgiram, cada um de um lado. O de Rhaego carregava uma lança.

Daven[Chris]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Adaga.

Dormia tranquilamente quando começara escutar barulhos vindos de fora, levantou-se, agarrando uma adaga e saindo da tenda infestada com cheiro de sexo, deparando-se com aquele caos.

Dois homens aproximaram-se, ambos de espadas, estavam um pouco distantes.

Kyan[Josh]
Vestimenta: Trapos sujos e fedidos, cheio de rasgos e buracos.
Armas: Machado.

Kyan pegou o machado arremessado pela garota e acertou a fechadura múltiplas vezes, abrindo-a alguns minutos depois. Deparou-se com os mercenários lutando entre si e viu que a confusão estava completamente em sua volta.

- Prisioneiro! - gritou um homem de repente.

Viu ele e outro abandonando a busca pelos mercenários que estavam sendo aniquilados e avançaram contra Kyan. Um com espada longa e outro com uma adaga.



Última edição por Luckwearer em Seg Jan 04 2016, 18:16, editado 1 vez(es)




Ver perfil do usuário

63 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 18:11

Babi

Tinha ouvido barulhos de batalha, mas pra ela era só mais um daqueles sonhos que tinha sobre guerras. Acordou quando ouviu o barulho de sua tenda abrindo e passos dentro de seus aposentos. Esperou que eles se aproximassem, quando o primeiro chegou mais perto, ela abriu o olho e levantou enfiando a adaga no pescoço do homem. Ela caiu junto ao primeiro levando o segundo também. Os três cairam fora da tenda, mas Talia enfiou a adaga no segundo tantas vezes que só ela levantou daquele confronto.

Se levantou e pegou o cinto com as duas espadas que estava na porta da sua tenda. Tirou as duas espadas da bainha e jogou o cinto no ombro. Não tinha muito tempo pra coloca-lo, pois quando tirou as espadas viu três homens se aproximando. Não estava entendendo o que estava acontecendo, mas pra todo lugar que olhava via Blackhands mortos. Lagrimas vieram ao seus olhos, provavelmente estava sozinha de novo.

O primeiro dos inimigos veio correndo em sua direção, com um sorriso estupido no rosto. Com um pequeno giro desviou da espada do homem, abaixou-se um pouco e com um corte acertou as duas pernas dele. O adversario com um grito de dor caiu, provavelmente não se levantaria novamente e sangraria até a morte.

Avançou em direção ao segundo e o terceiro. Desviou a espada de um deles e trocaram alguns golpes. Em um momento o da adaga tentou vir por trás dela e acertar um golpe , Mas ao perceber o movimento, Talia desviou e fez com que o da espada acertasse o companheiro.

- Ops, espero que tenha sido sem querer - Disse dando um sorriso de canto

-Vadia - Gritou ele antes de ataca-la novamente.

Ele até que era bom com sua espada, mas ela tinha duas e ele estava frustado de mais pelo que tinha acabado de fazer. Sem muita demora ele abriu a guarda e Talia não perdeu tempo, protegeu-se com uma espada e acertou o pescoço dele com a outra. Por alguns segundos observou o homem caindo enquanto cuspia sangue.

Olhou em volta tentando achar algum Blackhand, a principio não tinha visto nenhum, até que bateu o olho no cabelo azul de Rhaego e viu que Serena também estava com ele. Um sorriso apareceu no seu rosto, não apenas por saber que não estava sozinha como pensava, mas por ter visto a garota. Devia muito a Brandyn e proteger a filha dele era algo que tentaria se precisasse, mesmo que ela fosse uma garota forte e provavelmente não precisaria. Tirou a luva que costumavam carregar em apenas uma mão e que era uma das marcas de sua companhia. Talvez assim não tivesse nenhum problema para chegar nos companheiros.

Foi correndo até eles para caso precisassem e para fugir junto com eles quando eliminassem os inimigos que estavam lutando.



Ver perfil do usuário

64 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 18:19

Dwight

Vestia novamente sua túnica quando uma gritaria irrompeu por todo o acampamento, — Comecem, mate-os todos! — urrou um homenzarrão, ao passo em que Rhaego via as duas Companhias aliadas sacarem suas armas e massacrarem um a um dos Blackhand.

Esgueirou-se pelas beiradas e se jogou sobre a espada mais próxima, rolando no chão e encravando-a na barriga de um oponente que se aproximava ao levantar. Ergueu o olhar e deparou-se com Serena, que acabara de se livrar com facilidade de um dos Corvos.

— Precisamos sair daqui, agora. — Exclamou a garota, observação a qual Rhaego retrucou nervoso enquanto encravava a espada na garganta de um dos Skullheads, ele sempre teve uma natural antipatia com o grupo da caveira. — Podemos fugir para floresta — Ela sugestionava, mas logo foram encurralados por dois oponentes. Virando de costas um ao outro para enfrentá-los, Rhaego notou que um ferimento vertical desenhava-se nas costas de Serena, e que precisavam sair dali o mais rápido possível.

Esperou o oponente atacá-lo pela limitação de estarem cercados e esquivou do primeiro golpe, segurando a lança e puxando o peso do oponente sobre ele. Agitou sua espada rapidamente para o centro e empalou oponente no processo, removendo seu corpo morto com um tranco. Virou-se depressa para ajudar Serena, mas ela já limpava o sangue de sua lâmina com alguns trapos, enquanto o oponente jazia morto aos seus pés. Aparentemente havia finalizado antes dele.

— Você provavelmente tá certa. — Falou, havia observado brevemente o campo de batalha e os adversários estavam num número absurdamente maior. Só sobreviveriam, os que fugissem. Agarrou-a pela mão e a puxou para fugirem em direção a floresta, ouvindo-a resmungar às suas costas, — Eu sei como correr, não preciso de você para segurar a minha mão.



Última edição por Dwight em Seg Jan 04 2016, 20:54, editado 1 vez(es)


Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

65 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 18:51

Luckwearer

Babi escreveu:O primeiro dos inimigos veio correndo em sua direção, com um sorriso estupido no rosto. Com um pequeno giro desviou da espada do homem, abaixou-se um pouco e com um corte acertou as duas pernas dele. O adversario com um grito de dor caiu, provavelmente não se levantaria novamente e sangraria até a morte.  

Avançou em direção ao segundo e o terceiro. Desviou a espada de um deles e trocaram alguns golpes. Em um momento o da adaga tentou vir por trás dela e acertar um golpe , Mas ao perceber o movimento, Talia desviou e fez com que o da espada acertasse o companheiro.

- Ops, espero que tenha sido sem querer - Disse dando um sorriso de canto

-Vadia - Gritou ele antes de ataca-la novamente.

Ele até que era bom com sua espada, mas ela tinha duas e ele estava frustado de mais pelo que  tinha acabado de fazer. Sem muita demora ele abriu a guarda e Talia não perdeu tempo, protegeu-se com uma espada e acertou o pescoço dele com a outra. Por alguns segundos observou o homem caindo enquanto cuspia sangue.

Você precisa tirar 5 para matar o primeiro.

http://prntscr.com/9m443m


Cortou-lhe as pernas e encravou sua espada na área de seu coração para garantir que nunca mais levantasse.

Você precisa tirar 3 para matar o segundo.

http://prntscr.com/9m44cw


Fitou vitoriosa o adversário decepando a cabeça do amigo que rolou pelo chão até bater em sua própria tenda.

Você precisa tirar 12 para matar o terceiro.

http://prntscr.com/9m45xg


Deixou que morresse engasgado em seu próprio sangue, desencravando a espada de sua garganta e correndo para os dois sobreviventes.

Dwight escreveu:
Esperou o oponente atacá-lo pela limitação de estarem cercados e esquivou do primeiro golpe, segurando a lança e puxando o peso do oponente sobre ele. Agitou sua espada rapidamente para o centro e empalou oponente no processo, removendo seu corpo morto com um tranco. Virou-se depressa para ajudar Serena, mas ela já limpava o sangue de sua lâmina com alguns trapos, enquanto o oponente jazia morto aos seus pés. Aparentemente havia finalizado antes dele.

— Você provavelmente tá certa. — Falou, havia observado brevemente o campo de batalha e os adversários estavam num número absurdamente maior. Só sobreviveriam, os que fugissem. Agarrou-a pela mão e a puxou para fugirem em direção a floresta, ouvindo-a resmungar às suas costas, — Eu sei como correr, não preciso de você para segurar a minha mão.

Você precisa tirar 19 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9m47iu + 4


O traidor conseguiu machucá-lo ao penetrar a lâmina de leve em seu estomago, mas o mercenário conseguiu arrancá-la a tempo e estocou sua espada no peito do maldito, matando-o.

Agarrou a mão de Serena que reclamou e começou a correr, notando que Talia juntara-se à eles.





Ver perfil do usuário

66 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 19:00

Prime

A imensidão sangrenta estendia-se no horizonte e nela estandartes indistinguíveis eram consumidos em fogo. Rostos sem traços e seus corpos na pura carne viva o cercavam. Contemplou a beleza negra de uma espada: dragões saíam do guarda-mão, realçando o brilho carmesim do globo ao centro ─ não conseguia enxergar o homem que a portava, porém, soube que quando a viu outra vez, outra figura a tinha nas mãos. Ventos circundavam o trono de ferro e traziam consigo a neve de uma invernada cruel, que engoliu quaisquer ruínas do salão. Horripilados, os olhos de Droenn pularam ao despertar.

A cabeleira dum cadáver gotejava suor em seu rosto. Arrastou o braço com algum esforço, revelando o sangue da ferida nas costas que matou o gordo ao lado. Os empurrou e notou a luva negra que era ostentada por ambos. Quando colocou-se de pé, viu o acampamento em guerra: mãos negra mutilados, sangue a jorrar pelo relvado e uma mistura de urros dolorosos e enfurecidos. O estômago fraco ameaçou um vômito, não passando de uma ânsia. A cabeça ainda bagunçava-lhe os sentidos devido ao álcool de algum tempo atrás, mas aos poucos recuperava-se. Onde estão os outros? Em pleno inferno, desejou que seus conhecidos estivessem vivos.

Um rapaz gargalhou baixinho por trás de Droenn, que virou no mesmo instante. Calvo e meia cabeça mais alto, exibia os poucos dentes. O mão negra fechou os punhos vazios e os elevou na altura do rosto. O inimigo estocou e Droenn esquivou-se, forçando-o a se contentar um talho no peito. Na falha, pegou o braço do homem com ambas as mãos e trouxe-o para trás, quebrando-o e tomando a adaga para seu uso. Persistente, o oponente acertou-lhe um soco no rosto, mas o mão negra usufruiu do impacto para rodopiar e enterrar a lâmina no saco do rapaz, que soltou um uivo doloroso. Silenciou-se quando teve a cabeça chocada com a mesa quantas vezes o mercenário julgasse suficiente.

Caminhou até sua tenda que estava montada a alguns passos dali e apanhou Netuno. Rasgou a tenda por trás e desatou em corrida no flanco das celas, avistando o que parecia ser Serena e alguns companheiros. Os seguiu, sempre certificando-se de que ninguém estivesse o acompanhando.



Última edição por Prime em Seg Jan 04 2016, 19:12, editado 1 vez(es)


Ver perfil do usuário

67 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 19:09

Luckwearer

Prime escreveu:Um rapaz gargalhou baixinho por trás de Droenn, que virou no mesmo instante. Calvo e meia cabeça mais alto, exibia os poucos dentes. O mão negra fechou os punhos vazios e os elevou na altura do rosto. O inimigo estocou e Droenn esquivou-se, forçando-o a se contentar um talho no peito. Na falha, pegou o braço do homem com ambas as mãos e trouxe-o para trás, quebrando-o e tomando a adaga para seu uso. Persistente, o oponente acertou-lhe um soco no rosto, mas o mão negra usufruiu do impacto para rodopiar e enterrar a lâmina no saco do rapaz, que soltou um uivo doloroso. Silenciou-se quando teve a cabeça chocada com a mesa quantas vezes o mercenário julgasse suficiente.

Caminhou até sua tenda que estava montada a alguns passos dali e apanhou Netuno. Rasgou a tenda por trás e desatou em corrida no flanco das celas, avistando o que parecia ser Serena e alguns companheiros. Os seguiu, sempre certificando-se de que não estava sendo seguido.

Você precisa tirar 2 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9m4gfw


A mesa coberta de vomito seco agora possuía miolos espalhados misturados com uma poça de sangue, sob ela um corpo sem vida encostava-se em uma cadeiras. Droenn correu para sua tenda próxima, agarrando Netuno e afastando-se dali.





Ver perfil do usuário

68 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 20:19

Josh

O rapaz se surpreendeu quando lhe disseram que não seria morto, mas sim “guardado” para campeonatos futuros. Não gostou nem um pouco da ideia, mas aceitou ir de volta para a sua cela sem reclamar. No fim, lutar naquela arena não significou nada, aparentemente. Agora, sozinho, apenas sentou-se no fundo da cena e observou a tempestade que estava prestes a começar, refletindo sobre como escaparia depois daquilo tudo.

De repente, Kyan se viu à frente de um grande massacre das duas companhias contra os Blackhand. Sentiu mais raiva ainda deles quando viu aquela injustiça. Nunca havia gostado do líder Skullhead - agora, menos ainda. Não sabia muito sobre os Corvos, mas os identificou como sendo a segunda companhia que atacava os mãos negras. Gostaria de acabar com aqueles mercenários gananciosos e covardes, mas nada poderia fazer dentro de sua cela. Infelizmente, ainda não tinha força suficiente para quebrar grades.

Porém, reconheceu a garota que havia visto na arena o encarando no começo do dia naquela batalha. Ficou feliz por ela estar viva, mesmo não sabendo os motivos de se importar com a menina. A Blackhand jogou-lhe um machado, que posteriormente o utilizou para quebrar a fechadura e finalmente tornar-se livre.

Em outros tempos, teria fugido sozinho para um lugar bem longe dali, mas ao ver a situação dos Blackhand, em sua maioria mortos enquanto ainda bêbados e desarmados, e a ajuda da garota fizeram com que mudasse de ideia e decidisse ajudá-los, para que pudessem no mínimo fugir vivos dali.

No entanto, foi parado por dois mercenários inimigos que queriam matá-lo. Um deles possuía uma espada, o que despertou-lhe interesse em matá-lo para pegar tal arma. Kyan não era ruim em manusear machados, mas se saía muito melhor com espadas.

O primeiro a vir foi o homem com a adaga, mas Kyan simplesmente cortou a mão que utilizava a arma e depois decepou sua cabeça com golpes rápidos. O segundo oponente tentou espetar sua lâmina no estômago do homem de trapos negros, mas este conseguiu desviar e acertar-lhe um golpe vertical no crânio, partindo-o em dois.

Após matá-los, trocou seu machado pelas duas armas deixadas pelos dois, com a espada sendo sua arma primária e a adaga guardada no bolso. Em seguida, juntou-se à garota e outros Blackhand que estavam perto dela.




 
Spoiler:

Ver perfil do usuário http://forumgeek.forumeiros.com

69 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 21:44

Luckwearer

Josh escreveu:O primeiro a vir foi o homem com a adaga, mas Kyan simplesmente cortou a mão que utilizava a arma e depois decepou sua cabeça com golpes rápidos. O segundo oponente tentou espetar sua lâmina no estômago do homem de trapos negros, mas este conseguiu desviar e acertar-lhe um golpe vertical no crânio, partindo-o em dois.

Após matá-los, trocou seu machado pelas duas armas deixadas pelos dois, com a espada sendo sua arma primária e a adaga guardada no bolso. Em seguida, juntou-se à garota e outros Blackhand que estavam perto dela.

Você precisa tirar 5 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9m6hym + 4


Kyan simplesmente cortou-lhe a mão, girando uma vez e jogando a cabeça do primeiro inimigo metros longe. O segundo pareceu assustado com a rapidez do prisioneiro, mas havia assistido o torneio, não o subestimaria.

Você precisa tirar 14 para concluir essa ação.

http://prntscr.com/9m6iw0 + 4


Desviou do golpe do adversário e afundou o machado em sua cabeça, tirando a espada de suas mãos enquanto caia no chão sem vida. Voltou-se para o pequeno grupo formando-se e correu para acompanhá-los, notando os olhos de Sardok em cima deles.





Ver perfil do usuário

70 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 22:42

Chris

Daven dormia tranquilamente até ouvir os barulhos e gritos que surgiram repentinamente do lado de fora da tenda. Levantou-se rapidamente vestindo roupas não-vomitadas, pegou sua adaga e saiu da tenda se deparando com uma guerra. Não demorou muito a entender o que se passava quando viu vários Blackhands mortos. Notou que dois mercenários o avistaram e começaram a ir em sua direção.

- Qual é, rapazes, não precisamos disso, não é? Olhem, tenho uma coisa pra vocês. - falou e correu para dentro de sua tenda.

Os Skullheads ficaram confusos e foram atrás do loiro, adentrando a tenda do mesmo e deparando-se com ele apontando o arco para ambos, com duas flechas armadas.

- Má idéia, caras. Má idéia. - disse lançando as flechas no tronco de um deles.

Rapidamente saca outra flecha da aljava e lança contra o pescoço do restante, fazendo o mesmo se afogar no próprio sangue.



Ver perfil do usuário

71 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 23:01

Luckwearer

Chris escreveu:- Má idéia, caras. Má idéia. - disse lançando as flechas no tronco de um deles.

Rapidamente saca outra flecha da aljava e lança contra o pescoço do restante, fazendo o mesmo se afogar no próprio sangue.

Você precisa tirar 5 para matar o primeiro.

http://prntscr.com/9m78fh


Conseguiu acertar o homem no peito, matando-o na hora.

Você precisa tirar 4 para matar o segundo.

http://prntscr.com/9m79nb


O segundo já estava próximo demais para que pudesse acertá-lo num ponto vital, apenas restou uma escolha: soltou a flecha, acertando-lhe no joelho. O traidor gritou de dor e caiu em cima do loiro, iniciando uma curta briga para que se separassem, a situação estava estranha. Daven tirou sua adaga e cortou-lhe a garganta, finalmente acabando com aquilo.

O arqueiro pegou suas coisas e correu para fora, atravessando o caos desesperado, via dois ou três homens encarando-lhe conforme avançava, seguia o vulto do Stark adentrando na floresta, sentindo-se mais tentado do que nunca a aproximar-se do tristonho. Escutou alguns gritos vindos do campo de lama, entendendo algumas coisas antes de adentrar no breu:

- Eu ordeno, ordeno, matem-os, matem-os todos, se vocês não os encontrarem e terminarem o trabalho, estaremos perdidos, se vocês não os matarem, eles vão nos matar! - gritava o que aparentava ser Sardok, furioso.





Ver perfil do usuário

72 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Seg Jan 04 2016, 23:49

Luckwearer

- Eu sei como correr, não preciso de você para segurar minha mão! - exclamou Serena durante a fuga, vendo-o soltar a mão como resposta.

Os dois dirigiram-se à floresta rapidamente, correndo como loucos, notaram que outros companheiros os seguiram, talvez um pouco mais do que uma dúzia, se a dupla planejara fugir dali escondidos depois daquela reunião não haveria mais chances de escaparem sem serem seguidos. Talia sorriu para ela, sendo a primeira a se juntar, logo depois viu o prisioneiro agarrando a espada de um traidor que acabara de matar juntando-se à eles para fuga. Avançaram para o breu, vendo poucas coisas a frente, rezavam para que não tropeçassem em algo ou torcessem o pé, quaisquer opção o resultado seria algo muito ruim, principalmente após ouvirem os gritos de Sardak, enviando homens para persegui-los, eram um grupo grande demais para que deixassem escapar sem problemas, se talvez fossem apenas os dois originais não chamariam sua atenção. Viu dois vultos ladeando-lhes, pôde reconhecer um deles como o pobre Stark e o outro como o galanteador loiro. Shaddan seguia com eles, era o mais veloz, mesmo com a máscara parecia mergulhar na floresta sem dificuldades.

Vocês precisam de 15 para fugir do grande grupo de traidores seguindo-os sem problemas.

Serena: http://prntscr.com/9m7h0d
Rhaego: http://prntscr.com/9m7h3g + 3
Talia: http://prntscr.com/9m7h99
Kyan: http://prntscr.com/9m7hcl + 2
Droenn: http://prntscr.com/9m7hhg
Daven: http://prntscr.com/9m7hjp

O grupo parecia fugir sem problemas, estavam começando adentrar na parte íngreme da região, começaram temer mais ainda a chance de tropeçar e cair. Viraram para ver o número de inimigos que os seguia, deparando-se com muitas dúzias correndo dentre as árvores escurecidas pelas nuvens negras pelo céu, a chuva parecia ter piorado, caindo mais violentamente, e o trovões pareciam acontecer entre espaços de tempo mais curtos, ajudando-lhes a enxergar mais, o que era bom, mas também ajudava os perseguidores. Serena corria ao lado do homem de cabelos azuis, esses que não eram destacáveis pela primeira vez devido a localização, estavam um pouco à frente do grupo, não notando como facilitavam a mira dos arqueiros que aproximavam-se. A Blackhand sentiu uma pontada de dor absurda de repente, caindo no chão de joelhos, abaixou os olhos, vendo a flecha atravessada em suas costelas, cuspiu uma grande quantidade de sangue, tentou levantar-se e viu outra atravessando sua perna, gritou de dor, segurando as lágrimas. Rhaego olhou desesperado para situação, pensou rápido e agarrou-a, levando-a no colo e voltando para corrida, amaldiçoou sua sorte quando viu-se alguns metros em frente à uma ladeira, sabia que não havia tempo para parar ou pensar no que fazer, então jogou-se, deslizando com a menina ainda em seu colo, na lama que descia com ele, a chuva ajudou-lhe no derrapamento. Talia o seguiu, pulando e deslizando também. Kyan tentou segui-los, mas foi surpreendido quando uma flecha atravessou-lhe o ombro, derrubando-lhe na ladeira pelo ataque inesperado, rolou no chão, parecia uma bola, quicava como se alguém estivesse brincando com ele, quando finalmente colidiu com o chão lá embaixo, gritou de dor, sua perna estava quebrada. Daven tentou fazer o mesmo, mas assim como o prisioneiro, viu-se acertado pelas flechas inimigas também, uma delas acertou-lhe na perna e a outra atravessou sua barriga, muito próximo das costelas, talvez por isso a ferida não o tivesse desmaiado de súbito, rolou na ladeira e caiu no chão, sentindo que as setas haviam se mexido demais em suas entranhas, parecia que seu nariz havia se quebrado também, a dor era horrível. Droenn pulou como os outros, escapando das flechas e caindo ao lado do amigo de bebidas, tentando ajudar-lhe a levantar.




Mapa: http://i.imgur.com/R3dJVZb.png

Todos vocês viram um grande número de inimigos aglomerando-se em cima da ladeira, estavam prestes a pular, enquanto vários arqueiros manteriam-se lá em cima para jogar as flechas, os que desciam a maioria parecia portar armas de curta distância também.

Em frente à vocês continua a floresta, mais escura do que nunca, poderiam aproveitar-se do breu para esconderem-se ou avançarem com mais chances de desviarem de flechas.

Talia[Babi]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Espadas curtas e a adaga.

...

Droenn[Prime]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Espada com a cabeça de um lobo gigante esculpida em seu punho, nomeada de Netuno. No guarda-mão, as dizeres de sua casa grafados: O inverno está chegando.

...

Rhaego[Dwight]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Espada normal.

...

Daven[Chris]
Vestimenta: Roupas casuais.
Armas: Arco e adaga.

...

Kyan[Josh]
Vestimenta: Trapos sujos e fedidos, cheio de rasgos e buracos.
Armas: Espada normal e uma adaga.

...





Ver perfil do usuário

73 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 05 2016, 03:18

Babi

Quando viu Serena e Rhaego correndo, foi atrás, mesmo que não soubesse aonde aquilo os levaria. De relance, viu outros companheiros se juntando e percebeu que aquilo não tinha passado despercebido pelos traidores. Continuou a correr o mais rápido que pôde, assim como havia corrido de sua vida antiga a muito tempo atrás. Ouvia o barulho das flechas se soltando da corda dos arcos enquanto avançava em alta velocidade, esperando que nenhuma delas acertasse algum dos ali presentes. Deu uma pequena olhada para trás e viu dezenas de homens atrás deles, provavelmente tinham aumentado o preço por suas mortes.

Ao virar-se para frente novamente, vislumbrou algo muito ruim acontecer. Viu duas flechas acertando Serena. Rhaego rapidamente carregou a menina no colo e desceu o barranco que tinham em frente. Talia apressou-se mais ainda quando viu a garota se ferindo, por sorte conseguiu ficar fora do caminho de qualquer flecha e deslizar facilmente pela terra molhada do barranco. Era provável que aquela chuva ajudaria eles a fugirem dos homens que estavam em seu encalço. Ao chegar lá em baixo, viu o homem tyroshi ajeitando a garota no  colo. Ele lançou um olhar para a mulher que a fez entender exatamente o que fazer.  Logo em seguida o homem saiu correndo com a garota no colo para se esconder. Talia estava se preparando para correr em outra direção, para não chamar muita atenção dos outros mercenários. Porém, antes que corresse, viu o homem desconhecido caindo ao seu lado. Tinha visto ele lutando com alguns inimigos e também viu que ele se juntou enquanto corriam. Havia uma flecha enfiada no ombro dele e ele não parecia conseguir mover a perna, percebeu que ele tentou sufocar um grito de dor ao cair.

- Merda.

Se aproximou do homem e ajudou ele para que apoiasse em seu ombro. Aquilo provavelmente a atrasaria, mas ele tinha ajudado os Blackhands. Deu um pequeno sorriso ao ver os dois companheiros de bebida descendo pelo barranco, mesmo que percebeu flechas em Daven. Sabia que Droenn podia ajudá-lo.

- Espero que você consiga mancar rápido, grandão - Disse a mulher, se apressando enquanto ajudava o escravo.

Algum tempo depois, procurou algum lugar remoto para se esconder. Ajudou o guerreiro a se escorar e sentou-se ao lado dele, se mantendo em silêncio por horas.

Ver perfil do usuário

74 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 05 2016, 13:36

Prime

Rolou incontáveis vezes ladeira abaixo até chegar no fim. Reparou o corte nas costas de Serena, antes passado despercebido ─ e aquela não era a única fonte de dor para a moça. O desconhecido dos panos pretos saltitava como um boneco enquanto descia o declive: Droenn já esperava que uma seta o tivesse atingido, mas praguejou ao notar a perna quebrada do rapaz. Talia encarregou-se de ajudá-lo e o mercenário indagou-se o motivo, afinal, não conhecia-o, porém, se estava com eles, lutaria com eles. Daven também se machucara, tinha uma flecha cravada na barriga e um ferimento no rosto que o Stark não conseguia identificar.

─ A menos que queira outra dessa na cabeça, eu sugiro que sejamos rápidos ─ ajudou o loiro a se levantar e apoiou o braço do rapaz em seu ombro. Partiram para a floresta, evitando galhos e troncos dispersos na lama. Notou que já haviam corrido o suficiente e guiou o companheiro para debaixo de uma inclinação no solo úmido.



Ver perfil do usuário

75 Re: #Mesa 003 - Fire and Blood em Ter Jan 05 2016, 15:28

Dwight

Soltou um leve grunhido ao ter a lâmina penetrada em seu estômago, brandindo a espada rapidamente para empalar o adversário e removendo o objeto de seu corpo, onde uma leve fissura se abria. Não seria problema, não no momento. Puxou Serena na direção da floresta, notando que outros haviam se juntado a eles. Qualquer fuga desapercebida era, agora, improvável.

Os dois corriam lado a lado e Rhaego só vacilou quando notou Serena de joelhos, cuspindo uma grande quantidade de sangue. Abaixou-se para segurá-la, à medida que um assovio rasgou o ar e outra flecha se alojou na perna da Blackhand. Gritava de dor e visivelmente segurava as lágrimas, o mercenário sentiu o coração rodopiar, desesperado com a situação. Não podia remover as flechas agora, não ali.

Agora vai ter que me dar a mão, pensou consigo mesmo, mas julgou que não era o melhor momento para dizer isto. Agarrou-a em seus braços e voltou a correr, praguejando aos sete ventos ao avistar uma ladeira a sua frente. Sem pensar muito saltou, com a lama facilitando o deslizamento. Parou alguns metros a frente para ajeitar Serena no colo, quando virou o olhar e avistou a Baratheon um pouco atrás. Acenou com a cabeça para ela correr em direção a floresta, avançando para a vastidão negra que se punha a sua frente.

Seus pés afundavam pesados no solo molhado da floresta, o breu era quase total e só se enxergavam os longos troncos das árvores a poucos passos delas, ou quando um relâmpago rasgava os céus e iluminava tudo em volta, sempre acompanhado de diversos rugidos assombrosos da trovoada que se alastrava. Escutava a respiração suave e pausada de Serena misturar-se com o ecoar de seus passos por entre as pedras úmidas e as poças d'água. Tinha uma flecha espetada no flanco, outra na perna, mas tranquilizou-lhe saber que respirava. Sabia que tinha uma relativa vantagem em relação aos perseguidores, então correu em frente o máximo que pôde em busca de algum lugar seguro.



Ver perfil do usuário http://filmow.com/usuario/lamb

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 35]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 19 ... 35  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum